Menu
29 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Política

Governador diz que o pior já passou

Reinaldo Azambuja apresentou um discurso otimista na abertura dos trabalhos do Legislativo

4 Fev2020Laureano Secundo11h07
(Foto: Luciano Muta)
  • Governador Reinaldo Azambuja foi recebido pelo pradiente da Assembleia Legislativa , deputado Paulo Corrêa
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

Com pronunciamento do Governador Reinaldo Azambuja, a Assembléia Legislativa abriu os trabalhos na manhã de hoje com sessão solene. Além do Governador também fizeram seus pronunciamentos os líderes dos blocos parlamentares de oposição, deputado estadual Pedro Kemp (PT), de situação Rinaldo Modesto (PSDB), assim como o presidente da Assembleia , deputado estadual Paulo Corrêa.

A solenidade teve início com a revista à tropa da Polícia Militar, execução do Hino Nacional e e hasteamento das bandeiras do Brasil, de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande. Na sequência as autoridades se dirigiram para o plenário onde o Governador leu a sua mensagem conforme prevê a Constituição.

O governador trouxe otimismo para o futuro e plano de digitalização de serviços para cortar gastos. Sem citar valores o Governador Reinaldo Azambuja anunciou que possivelmente no mês de março deverá anunciar um ambicioso programa de obras. “O governo vai continuar fazendo reforma que vise eficiência. E a ousadia de ser o Estado mais digital do País. O plano de digitalização dos serviços públicos vai reduzir o custo do Estado na prestação do serviço e agilizar procedimentos burocráticos”, diz o governador

Já o presidente da Assembleia Legislativa deputado Paulo Corrêa (PSDB) disse que o maior desafio deste ano será a aprovação da Reforma tributária logo após a aprovação do projeto em nível federal. Paulo Corrêa disse também apostar que a eventual participação de deputados como candidatos não deverá prejudicar os trabalhos legislativos e que esses parlamentares não devem ocupar funções em Comissões permanentes.

Veja Também