Menu
16 de fevereiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Posse

Pedro Chaves representará MS em Brasilia

Ex-senador será o responsável pela atração de investimentos para o estado

8 Fev2019Laureano Secundo12h26

O Governador Reinaldo Azambuja empossou na manhã de hoje o ex-senador Pedro Chaves no escritório e a representação de Mato Grosso do Sul em Brasília  e que terá como responsabilidade fazer uma interlocução do Governo estadual junto aos ministros e também buscará a atração de investimentos para Mato Grosso do Sul. A posse aconteceu na sala de reuniões da Governadoria em concorrida solenidade que contou com a presença de diversas autoridades.

“O Pedro Chaves será o representante do estado não só em Brasília mas também  terá a a missão de atrair   investidores e vai viabilizar o acesso  de Mato Grosso do Sul  ao Governo Federal”, afirmou o Governador Reinaldo Azambuja. Para Reinaldo  essa era uma carência  e o senador Pedro Chaves, por sua experiência é  o nome ideal para  ocupar ao função até por seu amplo conhecimento no meio empresarial  brasileiro.

Pedro Chaves por seu turno disse que fará um trabalho de representação oficial do Governo e atuará em conjunto c0om a bancada federal de deputados federais e senadores. “Vamos trabalhar na atração de investimentos  isso se dará  em uma articulação conujnto0 do escritório de representação do Governo , a bancada federal e o Governo Federal.

Como exemplo da atuação de Pedro Chaves , Reinaldo Azambuja citou a recente reunião que manteve com o ministro chefe da Casa Civil do Governo Bolsonaro, Onix Lorenzonni  que foi articulada por ele. “Assim que chegamos para o encontro o ministro já nos pe3diu uma lista com todas as demandas do estado e isso já foi providenciado junto com o ex-senador Pedro Chaves e o relatório será encaminhado nos próximos dias”, concluiu Reinaldo

 

Veja Também

MEC instala lava jato da educação, diz Bolsonaro
Bolsonaro retorna ao Planalto na próxima semana, diz Alcolumbre
Deputado quer estudar formas de reduzir impostos na energia
Projeto de lei prevê indenização às vítimas de acidentes de mineradoras
Ministra defende produção em larga escala nas aldeias
Governo fixa idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres
Aplicativo de acompanhamento do trabalho parlamentar é lançado
Lidio Lopes fala sobre desafio de presidir a CCJ
Bolsonaro “bate o martelo” sobre reforma da Previdência hoje
Nelsinho assume presidência da Comissão de Relações Exteriores