Menu
25 de setembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Victor Center
Eleições 2018

PSDB e MDB travam luta pelo DEM

Democratas estão divididos entre o apoio ao atual e ao ex-governador

15 Abr2018Laureano Secundo09h02

Fechada a janela para a troca de partido por parte dos políticos que têm pretensões de disputar a eleição deste ano, ficou uma clara impressão de que  o ex-governador André Puccinelli e o atual governador Reinaldo Azambuja estão cada dia mais afastados politicamente. Um dos muitos pontos de discórdia é a disputa pelo comando do DEM  onde  o emedebista e o Tucano conseguiram levar aliados e devem travar  uma intensa guerra para atrair o apoio da sigla .

Enquanto Reinaldo Azambuja já teria um acordo com o recém filiado ao DEM  Murilo Zauith, Puccinelli tem usado a sua proximidade com o presidente da Câmara Federal e pré-candidato a presidente Rodrigo Maia para tentar atrair o apoio  dos democratas e para isso até compareceu a festa de filiação do Murilo e recebeu citações elogiosas do ilustre visitante. Puccinelli conta com a possibilidade de aliança nacional entre o PMDB e o DEM para dar o xeque-mate nas pretensões Tucanas de ter os Democratas como aliados em MS.

Os Tucanos teriam assegurado espaço para o Murilo Zauith ser vice ou até mesmo candidato ao Senado em caso de uma aliança com o partido e dentre os principais defensores desta aliança está o deputado estadual Zé Teixeira. Outro ferrenho defensor da coligação entre os dois partido é o deputado José Carlos Barbosa que até o ano passado ocupava a pasta da Justiça no Governo Tucano.

Outra hipótese para o futuro dos Tucanos seria a candidatura de Murilo Zauith ao Governo do Estado o que chegou a ser cogitado até mesmo pelo próprio ex-prefeito de Dourados  especialmente caso Rodrigo Maia venha a ser candidato a presidente  sem uma coligação com o MDB.

 

Veja Também

Temer diz que Mercosul e União Europeia terão encontro em 20 dias
Supremo determina prisão do senador de Rondônia
Eleitor escolherá seis candidatos; saiba ordem de votação
Lei da Ficha Limpa retira 173 candidatos das eleições de outubro
Prefeitura faz prestação de contas em duas audiências na Câmara
Reinaldo tem 40% e Odilon 29%, diz Ibope
Polaco volta ao Pará e descarta delação
TSE permite que deputado condenado retome campanha
Rede MS encerra rodada de entrevistas
Em rede social, Puccinelli pede votos para Mochi, Moka e Delcídio