Menu
22 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner FIEMS - Mês da Industria
Crise tucana

Azambuja delega apoio a Perillo no PSDB

Marcone Perilo, cotado para assumir o partido tem o apoio do governador de MS

21 Ago2017Laureano Secundo11h33

Embora não vá participar da reunião do grupo que busca tirar Tasso Jereissati da presidência do PSDM o governador Reinaldo Azambuja dá sinais de ser favorável a que o governador de Goiás Marconi Perilo possa ser uma alternativa de consenso para assumir o comando da sigla. "Vou estar acompanhando o ministro ao longo do dia em Campo Grande e Dourados. Não estarei participando da reunião esta noite. Marconi Perillo (PSDB) é meu porta voz nessas tratativas (sic)", afirmou Reinaldo na manhã desta segunda-feira.

Azambuja e Perillo, estão politicamente mais próximos de Aécio Neves mas a possibilidade do senador mineiro retornar ao comando do PSDB é mínima pois criaria um impasse com a ala paulista do partido. Além de ser um dos principais alvos da delação da JBS, o senador Aécio Neves também figura como um dos principais beneficiários de propinas no acordo de leniência de executivos da Odebrecht. Mesmo com abalos políticos das denúncias, o mineiro ainda exerce grande influência no partido.

Reinaldo Azambuja preferiu não se manifestar de forma mais contundente sobre o assunto afirmando que o assunto deverá ser conduzido pelo governador de Goiás. A crise interna do PSDB se aprofundou após a propaganda oficial do partido, em rede nacional, criticar o governo de Michel Temer (PMDB), e propor discussões para implantação do regime parlamentarista no Brasil, 

Veja Também