Campo Grande •29 de Abril de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio | Sábado, 24 de Setembro de 2016 - 12h12Policial xinga autoridades e saca arma em comícioNo palanque estavam André Puccinelli, Carlos Marun, Lídio Lopes e outros políticos

  
Candidato a prefeito discurso no comício com a presença de apoiadores (Foto: Reprodução/Facebook)
  • Candidato a prefeito discurso no comício com a presença de apoiadores
  • Durante o comício, populares vaiaram policial que sacou arma, causando confusão no local  (Foto: Reprodução/Facebook)

Candidato a prefeito da cidade de Iguatemi, Carlos Adão Nogueira Lopes, o Carlinhos Lopes (PMDB), postou nota de repúdio nas redes sociais a um fato ocorrido em seu comício na noite desta sexta-feira, 23 de setembro, na Vila Operária, no município.  Segundo ele, um policial civil à paisana se aproximou do palanque, xingou autoridades e, ao ser vaiado, sacou o revólver e fez ameaças. Ele fugiu em seguida. 

Do comício participavam lideranças do PMDB como o ex-governador André Puccinelli, o deputado federal Carlos Marun e o deputado estadual Lídio Lopes (PEN) entre outros nomes. Conforme relato do candidato, o policial estava visivelmente alterado e fazia ofensas contra os presentes no palanque.

“Ao ser vaiado pela própria população que acompanhava os discursos, o policial, profissional que deveria zelar pela segurança da população, teve uma atitude imprudente e sacou o revólver que portava, fazendo ameaças e colocando em risco as pessoas presentes, inclusive crianças”, descreve Carlinhos.

O policial fugiu em seguida e ninguém ficou ferido no episódio. O caso foi registrado na Polícia Civil que vai apurar a ocorrência e a conduta do policial. Ele deverá responder a processo administrativo e criminal, podendo até ser expulso da corporação. Além disso, segundo relatos nas redes sociais, o policial teria deixado o plantão para ir ao comício.

“A coligação Iguatemi no coração da gente repudia toda e qualquer forma de violência, pois entende que vivemos em uma democracia e a população tem o direito de acompanhar as atividades de seus candidatos em segurança, bem como o direito de escolher seus representantes”, disse o candidato a prefeito.

 

Veja Também
Em depoimento a Moro, Cabral admite ter recebido caixa 2
Em São Gabriel, vereadores devolvem R$ 350 mil à prefeitura
Para Pedro Chaves, Lei do Abuso de Autoridade é inoportuna
CPI do Táxi da Capital já tem composição definida
Presidente do Senado está na UTI
MS pode ganhar data para celebrar Dia do Capelão
Quarta, 26 de Abril de 2017 - 12h17Temer exonera três ministros para votar reforma trabalhista na Câmara Relatório da reforma trabalhista foi aprovado ontem (25)
'Governo está mais otimista com economia', diz Reinaldo
Aprovado projeto que prevê controle das despesas do Município
STF revoga prisão domiciliar e Bumlai fica em liberdade
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento