Campo Grande •25 de Abril de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Agência Brasil | Segunda, 24 de Outubro de 2016 - 16h40Polícia Federal pede indiciamento de Palocci e mais cinco pessoasPalocci foi preso durante a 35ª fase da Operação Lava Jato, chamada Operação Omertá

(Foto: Bruno Spada/Agência Brasil)

O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci foi indiciado por corrupção passiva pela Polícia Federal na Operação Lava Jato. O pedido de indiciamento da PF foi encaminhado hoje  (24) à Justiça Federal do Paraná.

Palocci foi preso durante a 35ª fase da Operação Lava Jato, chamada Operação Omertá, deflagrada no mês passado, e teve a prisão temporária convertida em preventiva no dia 30 de setembro pelo juiz Federal Sérgio Moro. O juiz atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF).

Segundo as investigações, a empreiteira Odebrecht repassou R$ 128 milhões a uma conta que seria gerida pelo ex-ministro. No documento, a PF lembra ainda que Marcelo Odebrecht “era o principal ator corruptor nos fatos ora investigados, tendo mantido incessante contato com Antonio Palocci Filho desde 2003 até 2015, desde a reuniões pessoais na sede tanto da Odebrecht quanto da empresa Projeto Consultoria, bem como em endereço residencial de Antonio Palocci Filho”.

No documento, a PF pede ainda o indiciamento dos dois ex-assessores de Palocci, Juscelino Dourado e Branislav Kontic, do publicitário João Santana e sua esposa, Mônica Moura e também do empresário Marcelo Odebrecht. “Restou demonstrado, igualmente, que Branislav Kontic e Juscelino Antonio Dourado tiveram participação direta nos fatos delituosos cometidos por Antonio Palocci Filho”, diz o documento.

Veja Também
Ministro da Justiça defende redução do número de presos provisórios
Pedágio sem obras é inconcebível, diz governador sobre BR-163
Temer vai pedir a ministros empenho na aprovação de reformas
Marco Civil da Internet pode perder força com novas leis, dizem pesquisadores
Confiança na economia voltou, afirma Michel Temer
Batalhão da PM poderá ter nome de capitão morto em combate
CPI investigará maus tratos contra crianças e adolescentes
Governo do Estado promete discutir incorporação de abono
Aumento de gastos só se arrecadação crescer, diz Reinaldo
Delação premiada de Delcídio pode ser anulada
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento