Menu
18 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner SEGOV - Refis 2019
Eleições 2018: Voto na Record

PDT apoia Haddad, mas Odilon escolhe Bolsonaro

'Minha decisão se deve a valores e princípios morais e éticos', disse juiz aposentado

10 Out2018Valdelice Bonifácio18h50

O juiz federal aposentado Odilon de Oliveira, do PDT, anunciou apoio à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República. O anúncio foi feito em discurso na sede do MDB, em Campo Grande, na tarde desta quarta-feira, 10 de Outubro, onde ele recebeu o apoio oficial do partido. Nacionalmente, o PDT definiu “apoio crítico” a Fernando Haddad, do PT.

“Independente deles liberarem os estados, eu já tinha comunicado a eles (executiva nacional) minha decisão em apoiar Bolsonaro”, explicou Odilon de Oliveira. “(...) Minha decisão se deve a valores e princípios morais e éticos (...) em nome do fortalecimento da família. O PDT defende o fortalecimento da família. Todos nós defendemos princípios e direito de propriedade”,  justificou.

Segundo lideranças nacionais da legenda, a decisão é mais contra Bolsonaro do que pró-Hadadd, tanto que a legenda sequer pretende participar da campanha petista neste segundo turno.

O oponente de Odilon, o atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que disputa a reeleição também declarou apoio a Bolsonaro e, inclusive, já está pedindo votos para ele. 

Veja Também

Prefeita de Dourados anuncia reforma e secretários põem cargos à disposição
Simone Tebet defende que crime de estupro seja imprescritível
Bolsonaro faz primeira reunião ministerial com equipe completa dia 19
Bolsonaro analisa reservas de potássio, cálcio e magnésio
Bolsonaro não vai debater pena de morte
Vereador pede federalização do caso Marielle Franco
Cabral decide ficar em silêncio durante audiência com juiz
Macri e Bolsonaro se reúnem em 16 de janeiro em Brasília
Lula vira réu em caso de Guiné Equatorial
Governo italiano agradece a Temer por assinar extradição de Battisti