Menu
18 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Pátio Central - Natal
Eleições 2018: Voto na Record

Nelsinho e Soraya, os novos senadores de MS

Ex-prefeito e advogada foram eleitos para o Senado na votação deste domingo, 7 de Outubro

7 Out2018Valdelice Bonifácio19h19

O ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho, o Nelsinho Trad (PTB), e a advogada Soraya Thronicke (PSL) foram eleitores senadores por Mato Grosso do Sul nas eleições deste domingo, 7 de Outubro.

Com 95% das urnas apuradas, Nelsinho obteve 420.102 votos ou 18,38%, sendo o campeão de votos na disputa. Soraya aparece em seguida e ficou com a segunda vaga. Ela obteve 370.666 ou 16,22%. A candidata, aliás, foi a surpresa da disputa.

Em terceiro lugar ficou Waldemir Moka (MDB) com 354.356 ou 15,50%. Marcelo Miglioli (PSDB) obteve 344.595, ou 15,08%. O Promotor Sergio Harfouche (PSC) teve 289.941, ou 12,68%. Um dos favoritos na disputa, o ex-governador  Zeca do PT acabou em sexto lugar com 12,67%, ou 289.688 votos. Já o ex-senador Delcidio Amaral (PTC) recebeu 109.097 votos,  4,77%.

Em seguida aparece o vereador Gilmar da Cruz (PRB) com 34.928 votos, 1,53% do total. Mario Fonseca (PC do B) tem 1,31% com 29.951 votos. Anísio Guato (PSOL) recebeu 1,23% com 28.222 votos. Betini (PMB) recebeu 14.209 votos, equivalente a 0,62%. Beto Figueiró (Podemos) e Thiago Freitas (PPL) não tiveram os votos contabilizados, segundo o sistema da Justiça Eleitoral.

O sistema aponta ainda que nas urnas de todo o Estado foram contabilizados 2.285.755 votos válidos. O número de votos em branco foi até o momento de 240.683 e nulos 373.420. O índice de abstenções chegou a 394.444.

Novos Senadores de MS - Nelsinho Trad é médico urologista. Ele foi vereador por três mandatos, presidente da Câmara Municipal, deputado estadual, prefeito de Campo Grande e concorreu ao governo do Estado nas eleições de 2014. O novo senador tem como suplentes José Chagas dos Santos (DEM) e Professora Terezinha Bazé de Lima (DEM).

Natural de Dourados, Soraya é casada e tem uma filha. Esta é a primeira eleição na qual ela concorreu. A advogada despertou para a militância política nas manifestações de rua contra a corrupção, foi quando chamou atenção do PSL que a convidou para concorrer nas eleições. A nova senadora tem como suplentes Rodolfo Oliveira Nogueira e Danny Fabrício Cabral Gomes, ambos do PSL.

Confira abaixo as entrevistas que os dois eleitos deram ao Diário Digital nas quais revelam as prioridades de seus mandatos:

Nelsinho: Gabinete sem portas e municipalismo

Soraya: Quero escanear o Congresso Nacional

Veja Também

Prefeita de Dourados anuncia reforma e secretários põem cargos à disposição
Simone Tebet defende que crime de estupro seja imprescritível
Bolsonaro faz primeira reunião ministerial com equipe completa dia 19
Bolsonaro analisa reservas de potássio, cálcio e magnésio
Bolsonaro não vai debater pena de morte
Vereador pede federalização do caso Marielle Franco
Cabral decide ficar em silêncio durante audiência com juiz
Macri e Bolsonaro se reúnem em 16 de janeiro em Brasília
Lula vira réu em caso de Guiné Equatorial
Governo italiano agradece a Temer por assinar extradição de Battisti