Menu
19 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner CCR-MS Via
Eleições 2018: Voto na Record

Nelsinho e Soraya, os novos senadores de MS

Ex-prefeito e advogada foram eleitos para o Senado na votação deste domingo, 7 de Outubro

7 Out2018Valdelice Bonifácio19h19

O ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho, o Nelsinho Trad (PTB), e a advogada Soraya Thronicke (PSL) foram eleitores senadores por Mato Grosso do Sul nas eleições deste domingo, 7 de Outubro.

Com 95% das urnas apuradas, Nelsinho obteve 420.102 votos ou 18,38%, sendo o campeão de votos na disputa. Soraya aparece em seguida e ficou com a segunda vaga. Ela obteve 370.666 ou 16,22%. A candidata, aliás, foi a surpresa da disputa.

Em terceiro lugar ficou Waldemir Moka (MDB) com 354.356 ou 15,50%. Marcelo Miglioli (PSDB) obteve 344.595, ou 15,08%. O Promotor Sergio Harfouche (PSC) teve 289.941, ou 12,68%. Um dos favoritos na disputa, o ex-governador  Zeca do PT acabou em sexto lugar com 12,67%, ou 289.688 votos. Já o ex-senador Delcidio Amaral (PTC) recebeu 109.097 votos,  4,77%.

Em seguida aparece o vereador Gilmar da Cruz (PRB) com 34.928 votos, 1,53% do total. Mario Fonseca (PC do B) tem 1,31% com 29.951 votos. Anísio Guato (PSOL) recebeu 1,23% com 28.222 votos. Betini (PMB) recebeu 14.209 votos, equivalente a 0,62%. Beto Figueiró (Podemos) e Thiago Freitas (PPL) não tiveram os votos contabilizados, segundo o sistema da Justiça Eleitoral.

O sistema aponta ainda que nas urnas de todo o Estado foram contabilizados 2.285.755 votos válidos. O número de votos em branco foi até o momento de 240.683 e nulos 373.420. O índice de abstenções chegou a 394.444.

Novos Senadores de MS - Nelsinho Trad é médico urologista. Ele foi vereador por três mandatos, presidente da Câmara Municipal, deputado estadual, prefeito de Campo Grande e concorreu ao governo do Estado nas eleições de 2014. O novo senador tem como suplentes José Chagas dos Santos (DEM) e Professora Terezinha Bazé de Lima (DEM).

Natural de Dourados, Soraya é casada e tem uma filha. Esta é a primeira eleição na qual ela concorreu. A advogada despertou para a militância política nas manifestações de rua contra a corrupção, foi quando chamou atenção do PSL que a convidou para concorrer nas eleições. A nova senadora tem como suplentes Rodolfo Oliveira Nogueira e Danny Fabrício Cabral Gomes, ambos do PSL.

Confira abaixo as entrevistas que os dois eleitos deram ao Diário Digital nas quais revelam as prioridades de seus mandatos:

Nelsinho: Gabinete sem portas e municipalismo

Soraya: Quero escanear o Congresso Nacional

Veja Também

Nova pesquisa consolida liderança de Reinaldo
MPE vai apurar suspeita de doações ilegais à campanha de Bolsonaro
Eleitores de Bolsonaro realizarão ato público no domingo
Moro nega influência nas eleições ao divulgar delação de Palocci
Senac da Capital oferece cursos na área de informática
Próximo governo terá receita de R$ 15 bi em 2019
Aluno escondia arma dentro da lancheira, diz escola
Temer afirma que seu governo tirou o Brasil da crise
Haddad diz que substituirá toda a equipe econômica caso vença
Bolsonaro diz ter firmado compromisso em defesa da família