Menu
15 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Pátio Central - Natal
Campo Grande

Nelsinho, Bernal e Olarte têm direitos políticos suspensos

Ex-prefeitos estão sendo punidos por não desativarem aterro de entulhos

14 Mar2018Da redação19h47

Os ex-prefeitos de Campo Grande Nelsinho Trad (PTB), Alcides Bernal (PP) e Gilmar Olarte (sem partido) foram condenados à suspensão dos direitos políticos por três anos por descumprirem um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) de 2010 para desativar o aterro de entulhos do Polo Oeste da cidade. A decisão é do juiz David Gomes de Oliveira, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos. Cabe recurso.

Conforme a decisão, os três ex-prefeitos deverão pagar multa de R$ 20 mil cada para compensação dos prejuízos. Conforme, a ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado (MP-MS), o Município deveria ter feito o isolamento exterior do aterro para impedir a entrada e a permanência de veículos, de pessoas e de animais até 4 de outubro de 2010. A prefeitura até cumpriu os termos do TAC, mas somente depois da instauração do inquérito civil.

Os advogados de Alcides Bernal informaram que irão recorrer da decisão. Ninguém da parte de Nelsinho Trad ou Olarte foi localizado até a publicação desta nota.

Veja Também

Cabral decide ficar em silêncio durante audiência com juiz
Macri e Bolsonaro se reúnem em 16 de janeiro em Brasília
Lula vira réu em caso de Guiné Equatorial
Governo italiano agradece a Temer por assinar extradição de Battisti
TCE suspende prazos processuais a partir do dia 20 de dezembro
Senador diplomado, Nelsinho é o bendito fruto entre as mulheres
Para Rose, Brasil precisa resgatar verdadeiro sentido de federação
Nunca foi tão difícil governar, diz Reinaldo
Tribunal diploma 40 eleitos em solenidade na Capital
MPF oferece 27 denúncias à Justiça por fraudes na lei Rouanet