Menu
20 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Campo Grande

Nelsinho, Bernal e Olarte têm direitos políticos suspensos

Ex-prefeitos estão sendo punidos por não desativarem aterro de entulhos

14 Mar2018Da redação19h47

Os ex-prefeitos de Campo Grande Nelsinho Trad (PTB), Alcides Bernal (PP) e Gilmar Olarte (sem partido) foram condenados à suspensão dos direitos políticos por três anos por descumprirem um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) de 2010 para desativar o aterro de entulhos do Polo Oeste da cidade. A decisão é do juiz David Gomes de Oliveira, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos. Cabe recurso.

Conforme a decisão, os três ex-prefeitos deverão pagar multa de R$ 20 mil cada para compensação dos prejuízos. Conforme, a ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado (MP-MS), o Município deveria ter feito o isolamento exterior do aterro para impedir a entrada e a permanência de veículos, de pessoas e de animais até 4 de outubro de 2010. A prefeitura até cumpriu os termos do TAC, mas somente depois da instauração do inquérito civil.

Os advogados de Alcides Bernal informaram que irão recorrer da decisão. Ninguém da parte de Nelsinho Trad ou Olarte foi localizado até a publicação desta nota.

Veja Também

Câmara quer pressa em apreciar alterações
Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política
Simone elogia retomada das obras de fábrica de fertilizantes em MS
Educação Ações podem acabar com cursos EaD na área da saúde em MS Medidas foram decididas em audiência pública da assembleia
Eleições 2018 Eleição sem dinheiro de empresários Pela 1ª vez, campanha eleitoral não terá financiamento de empresas
PF pede quebra de sigilo telefônico de Temer e ministros
Senadora de MS sugere Comissão sobre Segurança Pública