Menu
8 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Política

Nelsinho assume presidência do PSD com Londres de vice

Legenda se organiza para ganhar mais espaço em MS e terá o apoio de Reinaldo Azambuja

15 Jun2019Valdelice Bonifácio14h10
Governador quer PSDB e PSD se ajudando nas eleições do ano que vem (Foto: Gabriel Torres)
  • Nelsinho Trad e Londres Machado, respectivamente presidente e vice-presidente do PSD estadual
  • Governador quer PSDB e PSD se ajudando nas eleições do ano que vem (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)

O senador Nelsinho Trad foi confirmado na presidência regional do PSD durante convenção realizada neste sábado, 15 de Junho, na sede do diretório do partido, no Centro de Campo Grande. Dos 60 delegados, 54 votaram pela eleição da nova executiva. O vice-presidente da sigla é o veterano deputado estadual Londres Machado. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) compareceu ao evento e prometeu ajudar a legenda nas eleições 2020, como retribuição pelo apoio que recebeu para reeleição.

Logo na chegada à convenção, Nelsinho revelou seus planos para a sigla nas próximas eleições. “Queremos superar aquilo que nós somos, elegendo maior número possível de prefeitos e vereadores”, disse. Atualmente, o PSD já é considerado um partido robusto em MS, tendo um senador, um deputado federal, um estadual, um prefeito e um vice-prefeito, além 26 vereadores.

Conforme Nelsinho, o esforço para fazer o partido crescer nas próximas eleições já começou com a organização da sigla na Capital e no interior. A legenda já estabeleceu diretório municipal em 57 cidades e deve oficializar outros 22 nos próximos meses. Na Capital, estão filiadas ao partido 1.514 pessoas.

No evento, Nelsinho fez elogios e se manteve ao lado de seu vice Londres Machado e que cumpre seu 12º mandato na Assembleia Legislativa. O parlamentar estadual disse confiar no sucesso do PSD nas próximas eleições. “Tem muito partido para negócio. Já o PSD é uma legenda que veio para ficar. Temos quadros para concorrer a qualquer cargo nas eleições (...) Também confio na condução de Nelsinho. Ele jamais vai interferir para que alguém não seja candidato”, mencionou Londres.

Governador – Reinaldo Azambuja expressou gratidão ao PSD pelo apoio nas eleições 2018, quando ele conseguiu a reeleição em uma disputa de dois turnos. Ele lembrou que pelas regras que estarão em vigor para as eleições de 2020 não poderão ser feitas coligações na proporcional (chapa de vereadores), o que segundo ele não impedirá que os tucanos caminhem com o PSD no pleito municipal.

“Vamos fazer aliança com base naquilo que a gente pensa igual. Vamos nos unir na majoritária (prefeito e vice) onde a coligação é possível e nos ajudar nas proporcionais”, sugeriu. De acordo com Reinaldo, estimativas de Brasília, apontam que as próximas eleições farão o número de partidos no Brasil cair dos atuais 32 para algo em torno de 7 a 10.

Ainda sobre eleições de 2020, o governador foi questionado em relação à possibilidade de apoiar a reeleição de Marquinhos Trad (PSD) na Capital. Contudo, Reinaldo assegurou que não há tratativas no momento. “Meu combinado com o Marquinhos é tratar da eleição a partir de abril do ano que vem. Até lá vamos seguir trabalhando pelos 79 municípios”, respondeu.

Marquinhos Trad não compareceu à convenção do PSD. Segundo correligionários, ele estaria em viagem tratando de projetos para Campo Grande.

Estiveram presentes os deputados federais Fábio Trad (PSD), Beto Pereira (PSDB), o presidente do PSDB, Sérgio de Paula, o presidente da Cassems e também presidente do PSB Ricardo Ayache, além de deputados estaduais, vereadores e filiados da Capital e do interior do Estado.

Executiva - Além de Nelsinho Trad e Londres Machado, a executiva eleita neste sábado  tem ainda Caio Augusto César Moraes (Vice-presidente); Edimar Paes da Silva (Secretário); Adilson de Souza Rodrigues (Tesoureiro); Marco Aurélio de Oliveira Dosso (Tesoureiro); Fábio Ricardo Trad (Vogal); Ademir Osiro (Vogal); Francisco Carlos Pierette (Vogal); Mehdi Talayeh (Vogal); Naur Teodoro Pontes (Suplente); Luiz Claúdio Pereira Mendonça (Suplente); Jaice Cirino Centuriom (Suplente) e Neiba Ota Marinho (Suplente). A nova executiva comandará a sigla por três anos.

Veja Também

Em Dourados, folha dos servidores passa do Banco do Brasil para Bradesco
Governo envia plano de aplicação dos recursos do Fundersul 2020
CPI convoca tecnólogo que encontrou suposto erro em medidor de energia
Extinção de municípios não é 'ponto de honra', diz Bolsonaro
Prefeitos lutam contra proposta que extingue cinco municípios em MS
Audiência pública na Câmara vai debater PECs Emergenciais 186 e 188
Governo lança campanha de incentivo ao voluntariado
Aprovado programa que multa corte irregular de árvores em MS
Bastidores do impeachment de Dilma Rousseff são tema de documentário
Câmara firma parceria com Associação dos Novos Advogados