Menu
16 de fevereiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Nacional

Nelsinho assume presidência da Comissão de Relações Exteriores

Vice-presidência do colegiado ficou para o senador Marcos do Val, do PPS, do Espírito Santo

13 Fev2019Da redação19h33

O senador de Mato Grosso do Sul, Nelsinho Trad (PSD), foi eleito nesta quarta-feira (13/02) presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), para o biênio 2019/2020. A vice-presidência ficou para o senador Marcos do Val (PPS) do Espírito Santo. Após a posse dada pelo mais antigo da comissão, senador Jaques Wagner (PT), da Bahia, Nelsinho Trad discursou na primeira sessão da CRE. “Fico realmente lisonjeado com a indicação que recebi do meu partido convalidada pelos líderes dessa casa”, declarou. 

A presidência dessa comissão assegura ao senador Nelsinho Trad a oportunidade de colocar em discussões nacionais assuntos de interesse para Mato Grosso do Sul, como a atuação das Forças Armadas nas fronteiras e os tratados e as relações de comércio entre o Brasil e outros países. Para ele, é a alternativa na elaboração de projetos de melhorias na economia brasileira e, também, para enaltecer o Estado Sul-Mato-Grossense.

“Ao assumir a presidência da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, quero levar a Mato Grosso do Sul a primeira mensagem, uma mensagem de muita alegria por elevar o nome do nosso Estado em nível nacional e uma certeza de que com a ajuda dos meus pares, nós desenvolveremos um trabalho profícuo, equilibrado, a fim de fazer com que possamos virar a página que o Brasil atravessou, gerando aqui desenvolvimento, emprego e riquezas. Tenho a certeza de que o nosso trabalho orgulhará a população de MS e do Brasil. Obrigado, Mato Grosso do Sul!” , enfatizou o senador Nelsinho Trad.

 

Veja Também

MEC instala lava jato da educação, diz Bolsonaro
Bolsonaro retorna ao Planalto na próxima semana, diz Alcolumbre
Deputado quer estudar formas de reduzir impostos na energia
Projeto de lei prevê indenização às vítimas de acidentes de mineradoras
Ministra defende produção em larga escala nas aldeias
Governo fixa idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres
Aplicativo de acompanhamento do trabalho parlamentar é lançado
Lidio Lopes fala sobre desafio de presidir a CCJ
Bolsonaro “bate o martelo” sobre reforma da Previdência hoje
Câmara vota amanhã projeto para facilitar promoção de eventos