Campo Grande •25 de Maio de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Corrida de Outono patrocinadores

Da redação | Domingo, 30 de Outubro de 2016 - 16h01Mulher é detida por propaganda 'boca de urna' na CapitalAutora teria sido vista e filmada gritando nome de candidato à prefeitura perto de local de votação

Mulher flagrada fazendo boca de urna foi encaminhada para a sede da Polícia Federal onde assinou um termo circunstanciado
Mulher flagrada fazendo boca de urna foi encaminhada para a sede da Polícia Federal onde assinou um termo circunstanciado (Foto: Roberto Okamura)

Em situação considerada propaganda “boca de urna” o que é proibido pela legislação eleitoral, uma mulher de 55 anos foi detida na tarde deste domingo, 30 de outubro, nas proximidades da Escola Municipal Arlene Marques, no Jardim Canguru, em Campo Grande. A mulher, inclusive, teria sido filmada na prática proibida a favor de um dos candidatos que disputam a prefeitura neste segundo turno.

Ela estaria gritando em voz alta o nome da candidata Rose Modesto (PSDB). A mulher foi encaminhada para Superintendência da Polícia Federal (PF), na Vila Sobrinho. Na PF, a mulher assinou termo circunstanciado e foi liberada em seguida. Ela deverá comparecer diante de um juiz nos próximos dias.

Essa, por enquanto, foi a única ocorrência registrada pela Polícia Federal (PF) referente à crime eleitoral neste segundo turno, em Campo Grande.

Veja Também
População pagará R$ 40 milhões por medida errada, diz vereador sobre Cosip
Convocação obrigatória do MPE aos pais gera repúdio
Saiba quem são os políticos de MS financiados pela JBS
Para TCE, incentivos dados ao JBS são regulares
Câmara encerra sessão após reforço na segurança da Esplanada
Defesa de Temer recorre ao STF para evitar depoimento à PF
Governo determina que tropas federais protejam Esplanada
Na lista da JBS, deputados criticam 'onda de denuncismo'
Quarta, 24 de Maio de 2017 - 11h30Dois assessores de Temer deixam o Palácio do Planalto Na noite de ontem, um outro assessor direto de Temer, Sandro Mabel, também pediu para deixar o cargo
Justiça condena Olarte a 8 anos de prisão
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento