Campo Grande •22 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Portal R7 | Terça, 20 de Setembro de 2016 - 17h15Moro aceita denúncia e Lula vira réu na Lava JatoDenúncia do MPF acusa o petista de receber R$ 3,7 milhões em benefício próprio da OAS

O juiz Sergio Moro aceito a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva virou réu em ação penal da Operação Lava Jato aberta nesta segunda-feira (19). Lula é acusado corrupção passiva e lavagem de dinheiro no esquema de cartel e propinas na Petrobras, no qual teria recebido R$ 3,7 milhões da empreiteira OAS entre 2006 e 2012.

É a primeira vez que o ex-presidente vai para o banco dos réus, em Curitiba – sede da Lava Jato – acusado de se beneficiar do esquema de corrupção e desvios de recursos da Petrobrás, que teria vigora de 2004 e 20014, gerando um rombo de R$ 42 bilhões na estatal. Partidos da base aliada – PT, PMDB e PP – comandaria diretorias por meio das quais desviavam de 1% a 3% em propinas de contratos fechados com empreiteiras cartelizadas.

As acusações contra Lula são relativas ao recebimento de vantagens ilícitas da empreiteira OAS por meio de um triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo, e ao armazenamento de bens do acervo presidencial, mantidos pela Granero de 2011 a 2016.

Além de Lula e sua mulher, foram denunciados pela força-tarefa da Lava Jato, na quarta-feira, 14, Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula, José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, Paulo Gordilho, arquiteto e ex-executivo da OAS, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, ex-executivo da OAS, Fábio Hori Yonamine, ex-presidente da OAS Investimentos e Roberto Moreira Ferreira, ligado à OAS.

Veja Também
Temer recua da posse de Marun como ministro
Carlos Marun é confirmado ministro do governo Temer
Sob protestos, reforma da Previdência é aprovada
PMDB indica Marun para ministro no governo Temer
Tribunal reduz condenação de Eduardo Cunha na Lava Jato
Desembargador esclarece que não decretou sigilo na Lama Asfáltica
Candidato que prestou serviço eleitoral poderá ter isenção de taxa em concurso
Segóvia defende prerrogativa da PF de fechar delações premiadas
Deputado de MS é cotado para ministro de Temer
Lama Asfáltica terá foco especial, diz chefe da PF
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento