Menu
19 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Corte de Contas

Monteiro e Kayatt tomam posse no TCE-MS

Posse foi realizada em sessão especial presidida pelo conselheiro Waldir Neves

13 Nov2017Da redação17h46

Tomaram posse nesta segunda-feira, 13 de novembro, no cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, Flávio Kayatt e Márcio Monteiro. Para isso, Flávio Kayatt  renunciou ao mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (AL-MS), e Márcio Monteiro deixou o cargo de secretário estadual de Fazenda e renunciou também ao mandato de deputado federal. O ato de posse foi realizado em uma sessão especial presidida pelo conselheiro Waldir Neves para oficializar os dois novos conselheiros, cumprindo com todas as formalidades legais.
 
Participaram da sessão os conselheiros Ronaldo Chadid, vice-presidente do TCE-MS, Iran Coelho das Neves, corregedor geral, Jerson Domingos, o Procurador Geral do Ministério Público de Contas, João Antônio de Oliveira Martins Júnior, o Procurador Geral Adjunto do MPC, José Aêdo Camilo, os auditores do corpo especial e conselheiros subistitutos, Patrícia Sarmento, Leandro Lobo e Célio Lima. O ato de posse foi acompanhado ainda pela conselheira aposentada Marisa Serrano, familiares dos novo conselheiros e diretores da Corte de Contas.

O presidente da Corte de Contas, conselheiro Waldir Neves, destacou o trabalho e a experiência que os novos conselheiros têm na história política do Estado bem como na gestão pública além de chegarem para assumir uma nova missão dando um exemplo de cidadania com a causa pública. “Após conversarmos com os conselheiros Márcio Monteiro e Flávio Kayatt, ao invés de fazermos algo solene que ostente e demonstrando simplicidade, resolvemos fazer uma cerimônia de posse mais simples, em respeito ao momento de crise em que vive a sociedade. O que nos deixou ainda mais orgulhosos, pela modéstia dos novos conselheiros”. 
O presidente ainda acrescentou: “Ambos os conselheiros estão vindo para engrandecer ainda mais o trabalho em nosso Tribunal de Contas trabalhando em harmonia com os demais Poderes, nos fortalecendo e procurar obter com resultados concretos, com efetividade e é assim que nós temos feito no TCE-MS”.
O ex-deputado Flávio Kayatt foi nomeado para o cargo de conselheiro do TCE-MS, pelo então governador Reinaldo Azambuja no dia 10 de novembro, ocupando a vaga deixada pela conselheira aposentada Marisa Serrano. Kayatt foi escolhido para a vaga de conselheiro pertencente à Assembleia Legislativa, em uma aprovação unânime pelos deputados estaduais. 

Na cerimônia de posse o conselheiro afirmou que, com seus 22 anos de vida pública e com sua formação em administração, “a sociedade pode esperar que seu trabalho na Corte será com muita ética, equilíbrio, bom senso, e estou preparado para honrar  o Tribunal de Contas e aos municípios em que terei a missão de realizar as inspeções”.    

O ex-secretário de Fazenda, Márcio Monteiro foi nomeado para conselheiro pelo governador Reinaldo Azambuja, seu nome foi também aprovado pelos deputados em sessão na Assembleia Legislativa. A vaga que o ex-deputado federal assume, pertencia ao conselheiro aposentado, José Ricardo Pereira Cabral. 

Em seu breve pronunciamento, o novo conselheiro lembrou sua contribuição no legislativo e no executivo: “Tenho uma história de vida pública, tanto na administração municipal depois em secretarias do Estado, na Assembleia Legislativa, também como deputado federal. E agora como conselheiro, quero trazer toda essa experiência para que possamos também nessa Corte de Contas, continuar contribuindo para o nosso Estado, cumprindo com o dever constitucional”. 
 
A sessão de posse de Flávio Kayatt e Márcio Monteiro, como conselheiros, serviu também para o presidente Waldir Neves oficializar o nome do vice-presidente, conselheiro Ronaldo Chadid como diretor geral da Escola Superior de Controle Externo (ESCOEX) do TCE-MS, função que anteriormente estava na responsabilidade da conselheira aposentada Marisa Serrano.

Veja Também

Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política
Simone elogia retomada das obras de fábrica de fertilizantes em MS
Educação Ações podem acabar com cursos EaD na área da saúde em MS Medidas foram decididas em audiência pública da assembleia
Eleições 2018 Eleição sem dinheiro de empresários Pela 1ª vez, campanha eleitoral não terá financiamento de empresas
PF pede quebra de sigilo telefônico de Temer e ministros
Senadora de MS sugere Comissão sobre Segurança Pública
Comissão vai acompanhar o preço do diesel