Menu
24 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Justiça

Ministro visitará aldeias indígenas de MS no mês de agosto

Torquato Jardim virá a Mato Grosso do Sul conhecer de perto a realidade das áreas

12 Jul2017Da redação18h39

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, aceitou o convite do senador Pedro Chaves (PSC\MS) e virá a Mato Grosso do Sul conhecer de perto a realidade das áreas que são fruto de disputa entre indígenas e produtores rurais pela posse da terra. A visita deve acontecer em agosto, logo após o fim do recesso parlamentar.

“O governo tem interesse em solucionar definitivamente disputas como as que envolvem a expansão da Aldeia Buriti, nos municípios de Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia, que se arrasta há vários anos e já provocaram, inclusive, mortes. A proposta é de que o ministro da Justiça vá até o local, converse com índios e produtores, e encaminhe uma solução de curto prazo para a compra das fazendas do entorno da aldeia, indenizando os produtores por um preço justo e concedendo aos índios as áreas que eles reivindicam”, garantiu o senador, depois de sair da audiência com Torquato Jardim nesta quarta-feira (12), em Brasília.

No encontro, que contou também com a presença do novo presidente da Funai, general Flanklimberg Ribeiro de Freitas,  Pedro Chaves relatou  que vem tendo encontros frequentes com diversos caciques de diferentes tribos e que inclusive viu de perto a realidade da Aldeia Buriti, numa visita ao local em junho. O parlamentar assumiu com as lideranças indígenas o compromisso de intermediar um acordo em Brasília. O senador ouviu do presidente da Funai a informação de que estão sendo levantadas todas as situações de conflito envolvendo a demarcação de novos territórios indígenas no país e que Mato Grosso do Sul é prioridade.

“Temos a segunda maior população indígena do país e conflitos em diversas regiões, como Sidrolândia, Dois Irmãos do Buriti, Miranda, Dourados, Caarapó e Japorã.  É  preciso resolver tudo isso para trazer paz ao campo”, defende Pedro Chaves.

O senador aproveitou o encontro com o ministro da Justiça para reivindicar também recursos para a Polícia Rodoviária Federal que, em função dos cortes de verba impostos pelo governo, está trabalhando com pouquíssimo combustível e ameaça fechar vários de seus postos de fiscalização no interior do Estado.

Veja Também

Tentativa suicídio mobiliza Bope e Bombeiros
PSDB tem três alianças confirmadas
Puccinelli pretende anunciar o vice em julho
Justiça homologa delação premiada de Palocci
Presidenciável, Henrique Meirelles volta à Capital na segunda-feira
Câmara quer pressa em apreciar alterações
Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política