Menu
18 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner SEGOV - Refis 2019
Eleições 2018: Voto na Record

MDB declara apoia a Odilon no 2º turno

Decisão não foi unânime e partido respeitará filiados que preferirem apoiar Reinaldo Azambuja

10 Out2018Valdelice Bonifácio18h10
(Foto: Divulgação)
  • Odilon recebeu a carta assinada por integrantes do MDB que oficializa o apoio a ele
  • (Foto: Divulgação)

O MDB, partido que lançou o deputado estadual Junior Mochi a governador no primeiro turno das eleições, anunciou na tarde desta quarta-feira, 10 de Outubro, que vai apoiar Odilon de Oliveira (PDT) nesta segunda etapa do pleito. O anúncio foi feito na sede do diretório do partido, em Campo Grande, com direito a clima festivo.

Nas eleições de domingo, 7 de Outubro, Mochi obteve cerca de 150 mil votos, ou 11,61% do total. Já Odilon conquistou 408.969 votos, 31,62%. O MDB é o primeiro partido que oficializa apoio a Odilon que afirma estar conversando com outras legendas para ampliar as alianças neste segundo turno.

Ao anunciar a decisão do MDB, Júnior Mochi admitiu que a escolha não foi unânime e que o partido respeitará quem preferir apoiar o governador e candidato à reeleição Reinaldo Azambuja (PSDB). “Estamos acatando a decisão da maioria que é de apoiar o candidato juiz Odilon e vamos respeitar a decisão daqueles que fizerem opção pela candidatura de Azambuja.”

Conforme Mochi, as conversas para definir o posicionamento do partido neste segundo turno envolveram também outras legendas que apoiaram sua candidatura a governador, mas ele não mencionou quais. O deputado também anunciou o apoio do MDB de MS ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro.

Ao anunciar a decisão do MDB, Júnior Mochi admitiu que a escolha não foi unânime e que o partido respeitará quem preferir apoiar o governador e candidato à reeleição Reinaldo Azambuja (PSDB). “Estamos acatando a decisão da maioria que é de apoiar o candidato juiz Odilon e vamos respeitar a decisão daqueles que fizerem opção pela candidatura de Azambuja.”

Conforme Mochi, as conversas envolveram também outras legendas que apoiaram sua candidatura a governador, mas ele não mencionou quais. O deputado também anunciou o apoio do MDB de MS ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro.

Odilon - Odilon de Oliveira se disse emocionado em receber o apoio do MDB. Durante discurso, ele mencionou duas já falecidas lideranças do partido Wilson Barbosa Martins e Ramez Tebet arrancando aplausos dos filiados.

Odilon revelou expectativas de ver o apoio a ele crescer ainda mais com a adesão do MDB. O pedetista também anunciou mudança em sua coordenação de campanha neste segundo turno. O veterano João Leite Schimidt deixará a função que será assumida pelo vereador Odilon Júnior, filho do juiz aposentado. “Nós moramos na mesma casa. Isso vai facilitar”, disse.

Conforme Odilon, seu eventual governo será feito com a participação popular e de todos os partidos que se aliarem a ele.

Veja Também

Prefeita de Dourados anuncia reforma e secretários põem cargos à disposição
Simone Tebet defende que crime de estupro seja imprescritível
Bolsonaro faz primeira reunião ministerial com equipe completa dia 19
Bolsonaro analisa reservas de potássio, cálcio e magnésio
Bolsonaro não vai debater pena de morte
Vereador pede federalização do caso Marielle Franco
Cabral decide ficar em silêncio durante audiência com juiz
Macri e Bolsonaro se reúnem em 16 de janeiro em Brasília
Lula vira réu em caso de Guiné Equatorial
Governo italiano agradece a Temer por assinar extradição de Battisti