Menu
19 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner CCR-MS Via
Eleições 2018: Voto na Record

MDB declara apoia a Odilon no 2º turno

Decisão não foi unânime e partido respeitará filiados que preferirem apoiar Reinaldo Azambuja

10 Out2018Valdelice Bonifácio18h10
(Foto: Divulgação)
  • Odilon recebeu a carta assinada por integrantes do MDB que oficializa o apoio a ele
  • (Foto: Divulgação)

O MDB, partido que lançou o deputado estadual Junior Mochi a governador no primeiro turno das eleições, anunciou na tarde desta quarta-feira, 10 de Outubro, que vai apoiar Odilon de Oliveira (PDT) nesta segunda etapa do pleito. O anúncio foi feito na sede do diretório do partido, em Campo Grande, com direito a clima festivo.

Nas eleições de domingo, 7 de Outubro, Mochi obteve cerca de 150 mil votos, ou 11,61% do total. Já Odilon conquistou 408.969 votos, 31,62%. O MDB é o primeiro partido que oficializa apoio a Odilon que afirma estar conversando com outras legendas para ampliar as alianças neste segundo turno.

Ao anunciar a decisão do MDB, Júnior Mochi admitiu que a escolha não foi unânime e que o partido respeitará quem preferir apoiar o governador e candidato à reeleição Reinaldo Azambuja (PSDB). “Estamos acatando a decisão da maioria que é de apoiar o candidato juiz Odilon e vamos respeitar a decisão daqueles que fizerem opção pela candidatura de Azambuja.”

Conforme Mochi, as conversas para definir o posicionamento do partido neste segundo turno envolveram também outras legendas que apoiaram sua candidatura a governador, mas ele não mencionou quais. O deputado também anunciou o apoio do MDB de MS ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro.

Ao anunciar a decisão do MDB, Júnior Mochi admitiu que a escolha não foi unânime e que o partido respeitará quem preferir apoiar o governador e candidato à reeleição Reinaldo Azambuja (PSDB). “Estamos acatando a decisão da maioria que é de apoiar o candidato juiz Odilon e vamos respeitar a decisão daqueles que fizerem opção pela candidatura de Azambuja.”

Conforme Mochi, as conversas envolveram também outras legendas que apoiaram sua candidatura a governador, mas ele não mencionou quais. O deputado também anunciou o apoio do MDB de MS ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro.

Odilon - Odilon de Oliveira se disse emocionado em receber o apoio do MDB. Durante discurso, ele mencionou duas já falecidas lideranças do partido Wilson Barbosa Martins e Ramez Tebet arrancando aplausos dos filiados.

Odilon revelou expectativas de ver o apoio a ele crescer ainda mais com a adesão do MDB. O pedetista também anunciou mudança em sua coordenação de campanha neste segundo turno. O veterano João Leite Schimidt deixará a função que será assumida pelo vereador Odilon Júnior, filho do juiz aposentado. “Nós moramos na mesma casa. Isso vai facilitar”, disse.

Conforme Odilon, seu eventual governo será feito com a participação popular e de todos os partidos que se aliarem a ele.

Veja Também

Nova pesquisa consolida liderança de Reinaldo
MPE vai apurar suspeita de doações ilegais à campanha de Bolsonaro
Eleitores de Bolsonaro realizarão ato público no domingo
Moro nega influência nas eleições ao divulgar delação de Palocci
Senac da Capital oferece cursos na área de informática
Próximo governo terá receita de R$ 15 bi em 2019
Aluno escondia arma dentro da lancheira, diz escola
Temer afirma que seu governo tirou o Brasil da crise
Haddad diz que substituirá toda a equipe econômica caso vença
Bolsonaro diz ter firmado compromisso em defesa da família