Campo Grande •25 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Valdelice Bonifácio | Sexta, 19 de Maio de 2017 - 19h00Propina foi paga antecipada em campanha de Reinaldo e Delcídio, diz delatorAcordo entre os dois candidatos foi firmado com intermediação de empresário

Reinaldo e Delcídio são citados em delação premiada do sócio da JBS
Reinaldo e Delcídio são citados em delação premiada do sócio da JBS (Foto: Arquivo Diário Digital)

O empresário Wesley Mendonça Batista, dono do JBS, revelou em depoimento de delação premiada feita aos procuradores federais da Lava Jato que pagou propina antecipada a Reinaldo Azambuja (PSDB) e Delcídio do Amaral (então no PT) nas eleições de 2014 quando ambos concorriam ao governo de Mato Grosso do Sul. Havia, inclusive, um acordo entre os dois candidatos negociado por Joesley Batista, irmão de Wesley e também proprietário do grupo. Conforme o acerto, aquele que vencesse as eleições pagaria a conta do outro. O pagamento seria feito através da concessão de incentivos fiscais de ICMS ao grupo JBS.

“Ele (Joesley Batista ) negociou com Reinaldo e Delcídio que o que vencesse iria pagar a conta do outro”, disse. Quando Reinaldo sagrou-se vencedor do pleito, Joesley cobrou a fatura do novo governador. “A conta do Delcídio é sua”, relatou o empresário durante o depoimento.

Segundo o delator, Delcídio recebeu R$ 12 milhões. Ele não mencionou o valor repassado a Reinaldo. “Delcídio recebeu valor relevante R$ 12 milhões. Tem notas fiscais frias, houve também repasse em dinheiro em espécie. Como o Reinaldo é que foi eleito, o Joesley chegou nele e disse a conta do Delcídio é sua”, detalhou.

O depoimento de Wesley Batista revela o esquema de pagamento de propina em troca de benefícios fiscais que segundo ele começou no governo de Zeca do PT e teve sequencia na gestão de André Puccinelli (PMDB) e Reinaldo Azambuja. Em notas, Zeca do PT e Reinaldo negaram as acusações. Já Puccinelli não quis se manifestar.

O Diário Digital não conseguiu falar com a assessoria de imprensa de Delcídio do Amaral até a publicação desta matéria.

Veja abaixo o vídeo da delação premiada de Wesley Batista :

Veja Também
Gilmar Mendes permite que ex-procurador fique em silêncio na CPMI da JBS
PMDB expulsa senadora que votou contra o impeachment
Congresso derruba veto de Temer a renegociação de dívidas
Sessão é encerrada e manifestantes prometem voltar
Defesa do casal Garotinho tenta habeas corpus para soltar Rosinha
Cerca de 3 mil funcionários param sessão e deputados saem
Temer recua da posse de Marun como ministro
Carlos Marun é confirmado ministro do governo Temer
Sob protestos, reforma da Previdência é aprovada
PMDB indica Marun para ministro no governo Temer
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento