Campo Grande •11 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Governo Presente 3 DETRAN/DESAFINADOS

Agência Brasil | Quinta, 20 de Julho de 2017 - 14h37Lula será novamente interrogado por Moro em setembroMPF acusa ex-presidente de ter recebido um apartamento da Odebrecht em SP

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, marcou para 13 de setembro o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no segundo processo a que ele responde derivado da Operação Lava Jato.

Na ação penal, o Ministério Público Federal (MPF) acusa o ex-presidente de ter recebido da Odebrecht um apartamento em São Bernardo do Campo (SP) e um terreno em São Paulo para construção da sede do Instituto Lula. Segundo a denúncia, em troca, a empreiteira foi beneficiada em contratos com a Petrobras.

O despacho publicado hoje (20) cita o interrogatório do ex-presidente realizado em maio, no processo em que ele foi condenado em primeira instância. De acordo com Moro, aquela sessão "acabou envolvendo gastos necessários, mas indesejáveis, de recursos públicos com medidas de segurança".

Sob essa argumentação, o juiz pediu à defesa de Lula que se manifestasse sobre a possibilidade de realizar o interrogatório por meio de videoconferência.

No dia 4 de setembro, serão interrogados os empresários Marcelo Odebrecht, Dermeval de Souza Gusmão Filho e o executivo Paulo Ricardo Baqueiro de Melo. No dia 6, serão ouvidos o ex-ministro Antônio Palocci, o advogado Roberto Teixeira e Glaucos da Costa Marques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai.

Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci, será interrogado no mesmo dia que Lula.

Veja Também
Número de votos a favor da reforma está crescendo, diz Marun
Domingo, 10 de Dezembro de 2017 - 10h48Temer viaja para Argentina com expectativa de concluir acordo com União Europeia Pontos mais sensíveis das negociações devem ficar de fora do acordo
Marun assumirá Secretaria de Governo
Reforma da Previdência deve ser votada no Senado em fevereiro, diz Temer
Imbassahy deixa Secretaria de Governo; Marun é cotado para o cargo
Sexta, 8 de Dezembro de 2017 - 10h36Câmara aprova aumento de pena para motorista alcoolizado que cometer homicídio Novas regras entrarão em vigor após 120 dias da publicação da futura lei
Petrobras recebe mais R$ 654 milhões da Lava Jato
MPF diz que PMDB do Rio abrigava organização criminosa
Procuradora sugere que corruptos paguem indenização
Reunião na prefeitura visa o fortalecimento da economia
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento