Menu
21 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner CCR-MS Via
Lama Asfáltica

Justiça aceita denúncia contra Puccinelli e outros 12

Também se tornaram reús o ex-secretário Edson Giroto e o empresário João Amorim

13 Jan2018Da redação17h15

A 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande aceitou denúncia contra o ex-governador André Puccinelli (PMDB) e outras 12 pessoas acusadas de crimes de estelionato e contra o patrimônio público, em atos investigados na Operação Lama Asfáltica, da Polícia Federal. Assim que forem notificados, os réus terão 10 dias para apresentar suas alegações.

Conforme a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Puccinelli e os demais acusados participaram de esquema de fraudes em licitações que eram direcionadas a empresas que posteriormente distribuiriam propinas ao grupo.

As irregularidades foram constatadas nas obras de pavimentação das rodovias MS-430 e MS-040, além no da construção do Aquário do Pantanal, em Campo Grande.

Além de Puccinelli, a Justiça também aceitou denúncia contra o ex-secretário de Obras do Estado e ex-deputado federal, Edson Giroto, o empreiteiro João Alberto Amorim  Krampe, a secretária dele Elza Cristina Araujo dos Santos e os ex-servidores públicos Maria Wilma Casanova Rosa, Helio Yudi Komiyama, Edmir Fonseca Rodrigues, Luiz Candido Escobar, Fausto Carneiro da Costa FIlho, Wilson Roberto Mariano de OIiveira, Maria Regina Bertagnolli de Gonçalves e Romulo Tadeu Menossi.

Veja Também

Pela democracia, mulheres vão às ruas na Capital e em várias cidades
PF abre inquérito para investigar fake news envolvendo candidatos
WhatsApp remove contas de disparo em massa de notícias falsas
Campanha eleitoral é dominada por troca de acusações sobre fake news
Simone Tebet cotada para presidência do Senado
Odilon de Oliveira nega orientação para fake news
Ação combate ‘fake news’ contra Reinaldo após denúncia
Odilon é rejeitado por 30% e Reinaldo 28%
Pesquisa mede possibilidade de mudança de voto
Jair Bolsonaro amplia vantagem