Campo Grande •11 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio | Quarta, 2 de Agosto de 2017 - 15h00Juiz bloqueia R$ 246 milhões de Scaff e empresáriosMP propôs 5 ações por improbidade em desfavor de 37 pessoas físicas e jurídicas

(Foto: Marco Miatelo)

Os bens e dinheiro do ex-secretário de Finanças da prefeitura André Luiz Scaff, da esposa dele Karina Ribeiro Mauro Scaff, e de vários empresários e empresas estão bloqueados por decisão judicial. O valor tornado indisponível alcança o montante de R$ 246.558.699,00, segundo o Ministério Público Estadual (MPE) que moveu a ação judicial e divulgou a decisão nesta quarta-feira, 2 de agosto.

A decisão foi tamada pelo juiz de Direito em Substituição Legal na 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais de Campo Grande, Alexandre Antunes da Silva, que deferiu pedidos de liminar do MPE.  André e Karina estiveram presos na segunda fase da Operação Midas desencadeadas pelo Gaeco em setembro de 2016.

Na época, o processo contra Scaff considerava que ele teria em seu nome cerca de 96 propriedades, de bens imóveis, acervo considerado incompatível com a renda de servidor público. Para o Ministério Público, o acréscimo patrimonial seria proveniente de corrupção e improbidade administrativa.

O MPE propôs cinco ações civis por improbidade administrativa em desfavor de 37 pessoas físicas e jurídicas, pela prática de corrupção e nelas pleiteou a indisponibilidade de bens dos requeridos como forma de garantir a reparação dos danos causados ao erário. Os nomes dos demais citados nas ações não foram divulgados. No MPE, a informação é de que o processo está sob segredo de justiça.

O Juiz de Direito em Substituição Legal ponderou “que os documentos colacionados aos autos demonstram suficientemente a existência de fundados indícios da prática do ato de improbidade administrativa por parte dos requeridos”, ou seja, que o Ministério Público comprovou suas alegações de forma suficiente à concessão das liminares e, assim, as concedeu.

O valor tornado indisponível alcança o montante de R$ 246.558.699,00 e o juiz determinou o cadastro dessa medida na Central Nacional de Indisponibilidade de Bens (CNIB) e a consulta ao sistema Renajud, a fim de verificar a existência de veículos automotores registrados em nome dos requeridos, efetivando-se o bloqueio judicial de indisponibilidade, e dos ativos financeiros pelo sistema Bacenjud.

O advogado de André Luiz Scaff e da esposa dele, José Vanderlei Alves, informou que seus clientes ainda não foram notificados sobre a decisão divulgada pelo MPE. Porém, ele afirma que casal nega ter cometido improbidade administrativa. "Contudo, nós ainda não tivemos acesso ao processo para darmos uma resposta mais detalhada",  mencionou o advogado ao Diário Digital.

Dinheiro Público - Com essa decisão, a Força-tarefa do MPMS já conseguiu que o Poder Judiciário decretasse a indisponibilidade de bens no valor de R$ 561.153.647,90 e busca ao todo o retorno aos cofres públicos de mais de R$ 2 bilhões. 

Veja Também
Número de votos a favor da reforma está crescendo, diz Marun
Domingo, 10 de Dezembro de 2017 - 10h48Temer viaja para Argentina com expectativa de concluir acordo com União Europeia Pontos mais sensíveis das negociações devem ficar de fora do acordo
Marun assumirá Secretaria de Governo
Reforma da Previdência deve ser votada no Senado em fevereiro, diz Temer
Imbassahy deixa Secretaria de Governo; Marun é cotado para o cargo
Sexta, 8 de Dezembro de 2017 - 10h36Câmara aprova aumento de pena para motorista alcoolizado que cometer homicídio Novas regras entrarão em vigor após 120 dias da publicação da futura lei
Petrobras recebe mais R$ 654 milhões da Lava Jato
MPF diz que PMDB do Rio abrigava organização criminosa
Procuradora sugere que corruptos paguem indenização
Reunião na prefeitura visa o fortalecimento da economia
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento