Menu
24 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Economia

JBS diz que não recebeu notificação do governo

Governo do Estado exigirá da empresa ressarcimento por desrespeito a acordos

7 Set2017Valdelice Bonifácio14h57

O grupo JBS informou por meio de sua assessoria de imprensa que ainda não foi notificada pelo governo do Estado sobre o descumprimento Termos de Ajustamento de Regime Especial (Tares), situação já confessada à CPI das Irregularidades Fiscais da Assembleia Legislativa. “A JBS informa que até o momento não recebeu notificação e, por essa razão, não irá se pronunciar”, disse a nota encaminhada na tarde desta quarta-feira, 6 de Setembro à redação do Diário Digital.

Horas antes, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) informou que o governo havia notificado à empresa que tinha prazo de 20 dias para responder sobre a irregularidade.  “A empresa tem 20 dias para se manifestar. Feito isso, o Estado vai tomar todas as atitudes para ressarcimento daquilo que foi desviado”, informou o governador. Até agora, a JBS já reconheceu à CPI das Irregularidades Fiscais da Assembleia Legislativa, o descumprimento de cinco acordos firmados com o governo estadual.

Conforme Reinaldo, por enquanto, o procedimento em relação à empresa é apenas administrativo. Ele não detalhou de que forma o Estado pode exigir o ressarcimento dos valores. Disse apenas que vai consultar a lei vigente no Estado sobre benefícios fiscais.  “Como eles reconheceram para a CPI (das Irregularidades) que não cumpriram, com certeza vão fazer o mesmo reconhecimento ao Estado. Fazendo esse reconhecimento, o governo vai se valer da lei que deve ser aplicada para quem não cumpre os incentivos”, mencionou.

Veja Também

Tentativa suicídio mobiliza Bope e Bombeiros
PSDB tem três alianças confirmadas
Puccinelli pretende anunciar o vice em julho
Justiça homologa delação premiada de Palocci
Presidenciável, Henrique Meirelles volta à Capital na segunda-feira
Câmara quer pressa em apreciar alterações
Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política