Menu
21 de março de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Aguas Guariroba -  Campanha Março - Obras 2019
Eleições 2018: Voto na Record

Governo Reinaldo é aprovado por 55%

Constatação é de pesquisa Real Time Big Data/Record TV feita em todo Estado

17 Out2018Valdelice Bonifácio14h18

O governo de Reinaldo Azambuja (PSDB) é aprovado por 55% da população e desaprovado por 31%. É o que aponta pesquisa Real Time Big Data/Record TV que encontrou ainda 14% do eleitorado que não sabe se aprova ou desaprova o governo.  

O atual governador é candidato à reeleição e favorito neste segundo turno, conforme o mesmo instituto. Saiba mais nas notícias relacionadas.

A pesquisa - O levantamento do Real Time Big Data foi realizado no sábado (13) e domingo (14) em todo o Estado. Foram realizadas 1,5 mil entrevistas. A margem de erro de 3,0% pontos, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

A divisão amostral foi feita da seguinte maneira Campo Grande (34%);  Região Sudoeste - Dourados / Maracaju / Ponta Porã / Amambaí / Caarapó / Naviraí / Ivinhema (34%); Região Leste –Três Lagoas / Nova Andradina / Chapadão do Sul / Cassilândia / Aparecida do Taboado (20%); Região Norte / Pantanais – Corumbá / Sidrolândia / Ladário / Coxim (14%).

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número MS-04015-2018// BR-07080-2018.

O segundo turno das eleições será no último domingo de Outubro, dia 28.

Veja Também

CCJ aprova projeto de Simone Tebet que beneficia população de baixa renda
OAB não aceitará inscrição de acusados de violência contra mulheres
Proibição do Narguilé será discutida amanhã em Audiência Pública
Relator da PEC da Previdência deve ser escolhido até quinta, diz Francischini
Fábio Trad assume liderança da Câmara e coordenação da principal comissão da Casa
Deputada defende aumento de pena
Maia diz que é viável aprovar reforma da Previdência no 1º semestre
Governo fixa critério para ocupação de cargos
Movimento Assembleia terá semana movimentada Audiências públicas, sessões solenes marcam a semana do legislativo
Com Puccinelli, MDB discute união interna