Menu
14 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Pátio Central - Natal
Poder Legislativo

Governo quer prorrogar mandatos de diretores das escolas

Projeto de lei de autoria do Poder Executivo foi enviado à Assembleia Legislativa

11 Jul2018Da redação16h35

O mandato dos diretores das escolas públicas da rede estadual de Mato Grosso do Sul pode ser prorrogado por mais um ano. É o que estabelece o Projeto de Lei 152/2018, de autoria do Executivo, encaminhado, nesta terça-feira (10), à Assembleia Legislativa. 

A principal alegação é o período eleitoral neste ano que, segundo o governo, dificulta a execução de despesas. Além disso, o governo cita que há políticas públicas em andamento, assim seria mais conveniente que os atuais dirigentes permanecessem na função. 

O Projeto 152 altera a redação da Lei 3.479, de 20 de dezembro de 2007, que dispõe sobre o processo eletivo de dirigentes escolares da Rede Estadual de Ensino. A matéria propõe que o mandato dos atuais diretores e diretores-adjuntos, eleitos para os triênios de 1º de janeiro de 2016 a 31 de dezembro de 2018 e de 1º de julho de 2016 a 30 de junho de 2019, seja prorrogado até o dia 31 de dezembro de 2019. A proposta detalha que o diretor interessado deverá manifestar a opção expressa em até três meses antes de findar a gestão.

O projeto de lei vai tramitar pelas comissões da Casa de Leis e ainda não tem data para ser votado em plenário.

Veja Também

Política Tribunal diploma 40 eleitos em solenidade na Capital Diplomação atesta que candidato foi eleito pelo povo e, por isso, está apto a tomar posse no cargo
MPF oferece 27 denúncias à Justiça por fraudes na lei Rouanet
Caso Battisti é assunto do Judiciário, e não de política, diz general
Há 50 anos, AI-5 suspendia direitos políticos no País
Governador doará metade do salário para entidades assistenciais
Ministro do Trabalho em exercício é suspenso após operação da PF
Azambuja entrega propostas de segurança ao País a Sérgio Moro
Cantores sertanejos homenageiam Bolsonaro em Brasília
Futura ministra defende aprovação do Estatuto do Nascituro
Refis estadual segue para sanção do governador