Menu
18 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Congresso

Governo pode ceder para aprovar a Reforma da Previdência

Romero Jucá admite que é preciso melhorar a proposta

19 Mar2017Agência Senado15h55

Diante da melhoria dos indicadores econômicos, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), admite que a Presidência da República poderá ceder em alguns pontos para aprovar a reforma da Previdência. Além da oposição, aliados sinalizam que não votarão as novas regras de aposentadoria propostas pela equipe econômica do governo.

O líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL), declarou que “o governo já criou muita dificuldade para a reforma da Previdência”. Diante das críticas da base governista, Jucá admite que é preciso melhorar a proposta. "A proposta não é um dogma, não é imexível. O dogma da proposta é equilibrar a Previdência”, disse o senador.

O texto da reforma da Previdência fixa, entre outros pontos, a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, com contribuição mínima de 25 anos, e estabelece regras de transição para o novo regime. Elas valerão para homens com idade acima de 50 anos e mulheres com mais de 45. Nesses casos, haverá um pedágio entre 40% e 50%, ou seja, terão de trabalhar por um período adicional para requerer o benefício pelas normas atuais.

 

Veja Também