Campo Grande •19 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Águas Guariroba - Campanha Águas Faz Mais

Da Agência Brasil | Terça, 27 de Setembro de 2016 - 13h22Governo ouve sugestões de empresário e trabalhador para retomar crescimentoGrupo é coordenado pela Casa Civil e pelo Ministério do Desenvolvimento

O governo do presidente Michel Temer está criando fóruns de discussões para, a partir de reuniões periódicas, obter sugestões de diversos setores para a retomada do crescimento do país. Hoje (27) foi a primeira reunião do Fórum Nacional do Desenvolvimento Produtivo.

A ideia é definir uma estratégia de ações tendo como objetivo o destravamento dos setores produtivos. Apesar da participação dos ministérios no grupo, não há a garantia de que as propostas apresentadas serão acatadas pelo governo.

O grupo é formado por representantes de empresários e trabalhadores e coordenado pela Casa Civil e pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

“O governo fará apenas a mediação. Isso não significa que o governo aportará todos seus esforços para que as medidas sejam tomadas. É um polo de discussão. A gente não sabe ainda o que será discutido especificamente. Portanto, não há previamente nenhuma concordância ou não do governo com as medidas que forem anunciadas”, disse o secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do MDIC, Igor Calvet.

Tributações - Na reunião desta terça-feira ficou definido que, no próximo encontro, o tema principal serão as medidas possíveis para destravar o setor de infraestrutura. Segundo o representante da Força Sindical no grupo, João Carlos Gonçalves, a escolha pela infraestrutura se deve à influência dela no setor de construção pesada. “É um setor que emprega muito”, acrescentou Gonçalves.

De acordo com o representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Valeir Ertle, o grupo deverá discutir também formas de amenizar as tributações aplicadas contra os trabalhadores.

“É um percentual muito alto que é cobrado na fonte. Medidas que resultem em mais dinheiro para os trabalhadores precisam ser adotadas porque fortalecem o comércio”, concluiu Valeir.

Veja Também
Proposta do Governo corrige subsídios para delegados
Tereza Cristina assume presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária
TJ concede efeito suspensivo e libera salário do vereador Lucas Lima
Puccinelli leva evento do MDB a Naviraí e Nova Andradina
Debate sobre reforma da Previdência começa na terça, diz Marun
Prefeitos aguardam R$ 2 bi de Temer
A igreja e a superação da violência
Para Reinaldo, Wilson Martins foi um ícone da história política do MS
Autoridades e amigos velam ex-governador na Capital
Relatório sobre teto remuneratório no serviço público será entregue em março
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento