Menu
16 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Fronteira

Fronteira Brasil e Bolívia, em MS, amanhece fechada

População manifesta contra à reeleição de Evo Morales

9 Jul2019Da redação11h40

Amanhaceu fechada a fronteira Brasil - Bolívia, em Mato Grosso do Sul, na manhã dessa terça-feira (9). Manifestantes impedem a passagem de veículos entre os dois países em protesto à reeleição do presidente Evo Morales.

Por volta de meia-noite comecaram os protestos. Para se chegar a um dos dois países, só a pé. Muitos comerciantes bolivianos que vendem produtos nas feiras de Corumbá, não puderam cruzar a fronteira com veículos.

Os manifestantes são contra decisão do judiciário boliviano, que autoriza a reeleição de Evo Morales. Situação que vai contra referendo de fevereiro de 2016, onde a maioria da população votou por não reeleição.Até a publicação desta reportagem, a manifestação acontecia de forma pacífica.

Veja Também

Brasil e China firmam acordos em áreas como política, comércio e saúde
Brasil reconhece nova presidente da Bolívia
Sob protestos, aumento de tributos é aprovado
Evo Morales renuncia ao cargo de presidente da Bolívia
Agenda Saúde e agropecuária são temas de audiência Eventos devem discutir realidade do setor rual a situação do combate a Dengue, Zika e Chikugunia
Mesmo livre, Lula não pode se candidatar à sucessão presidencial
Justiça manda soltar ex-ministro José Dirceu
'Depois que eu fui preso, o Brasil piorou', afirma Lula após ser solto
Lula deixa carceragem da PF em Curitiba
Após 580 dias preso, Lula pode ser solto