Menu
19 de março de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner segov dengue
Política

Em mandato rápido, Coringa renuncia ajuda de custo em Brasília

Documento foi protocolado na Câmara dos Deputados em Brasília

4 Jan2019Da redação14h53

O deputado federal Ademar Vieira Júnior, o Coringa (PSD), renunciou na tarde desta quinta-feira (3) à ajuda de custo referente ao início e término de mandato que são pagos aos deputados federais e senadores. O documento foi protocolado na Câmara dos Deputados em Brasília.

Junior Coringa adotou a mesma atitude feita pelo deputado federal Fábio Trad (PSD) que também abriu mão da ajuda de custo destinado aos parlamentares. O deputado postou em suas redes sociais o documento protocolado.

“Torço para que os próximos legisladores repensem nos gastos destas cifras que podem ser revertidas a saúde, educação e tantas outras áreas que carecem de investimento”, disse em publicação em sua rede social.

Coringa enfrenta polêmicas por estar assumindo o mandato em um período que não há atividade parlamentar e ainda receber salário para isso. Ele que era suplente assumiu a vaga de Luiz Henrique Mandetta (DEM), nomeado para o Ministério da Saúde.

O novo deputado federal terá mandato até 31 de janeiro, quando os deputados eleitos em 2018 assumem. Contudo, o ‘mandato tampão’ está dentro da lei, assim como o salário (R$ 33,7 mil) recebido pelos parlamentares. Nesta sexta-feira, aliás, ele falou sobre o assunto em entrevista ao programa de rádio Noticidade da FM 97. “Todos os 500 deputados estão recebendo neste recesso e por que eu sou atacado?”, afirmou Coringa.

Na mesma entrevista, ele disse que vai protocolar mais de 10 projetos voltados para as minorias neste período de férias e irá acompanhar o desdobramento pela bancada do PSD quando a Câmara voltar às atividades.

(Com informações da assessoria de imprensa parlamentar)

Veja Também