Menu
16 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner SEGOV - Campanha JUNTA DIGITAL
Educação

Eleição direta na Reme é aprovada na Câmara

Diante do apelo dos professores, vereadores aprovaram projeto de lei do Executivo

17 Mai2018Da redação14h12

Os vereadores de Campo Grande aprovaram na sessão desta quinta-feira, 17 de maio, em  única discussão e votação foi aprovado o Projeto de Lei 8.877/18, de autoria do Executivo Municipal, que institui a gestão democrática  e a eleição direta para diretores e diretores adjuntos das unidades escolares e diretores dos centros de educação infantil da Rede Municipal de Ensino de Campo Grande, a Reme. 

A sessão plenária foi acompanhada por professores que lotaram o auditório para estimular os vereadores a aprovarem o projeto de lei que passou em plenário por unanimidade de votos. A proposta segue agora para sanção e publicação por parte do Poder Executivo. A matéria vinha sendo debatida há pelo menos cinco anos.

Na sessão desta quinta-feira, os professores vestiam camiseta preta em prol da campanha criada pela ACP (Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais de Educação Pública) com os dizeres: Eleições Diretas Reme Já!

Representando a categoria, o presidente da ACP, Lucílio Souza Nobre, discursou pela aprovação da proposta. Ele afirmou que todas as vezes que a ACP luta é legal. “Piso salarial, carreira e Gestão Democrática. Em 2013, começou toda esta discussão e hoje confiamos que será aprovada”.

Lucílio apontou a independência política resultante da aprovação do projeto. “Passando o poder para a comunidade os projetos dos diretores têm início, meio e fim.  Nos últimos anos, aconteceram as muitas trocas de secretário e com isso troca de diretores e diretores adjuntos. Isso quebra o trabalho que está sendo desenvolvido porque ele (o diretor) que cuida de tudo, está envolvido com todas as partes da escola. Quando você tira ele a comunidade perde a referência”

Conforme o sindicalista, com a aprovação do projeto são pais, professores, funcionários e alunos que escolhem o diretor. Uma vez que a lei for publicada em Diário Oficial, caberá à prefeitura definir um calendário para as eleições, o que deverá ser feito em discussão com o professores.

Veja Também

Eleições 2018: Voto na Record TSE remove inserção de Haddad com informação falsa sobre Bolsonaro Advogados de Bolsonaro apresentaram provas de candidato votou contra um dos destaques da LBI
Deputados do MDB apoiam Azambuja
Reinaldo tem 57% dos votos válidos
Ibope: Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad 41%
Odilon Jr admite ter visitado Puccinelli na prisão
Caravana da Saúde vai continuar, reitera Reinaldo
Bolsonaro diz que seu plano de privatizações agrada ao mercado
Alto Comissariado da ONU condena violência durante eleições no Brasil
A partir deste sábado, candidato só pode ser preso em flagrante
Eleições 2018 Recomeça a propaganda eleitoral Candidatos aos Governos e a presidências da República retomam a campanha