Menu
19 de fevereiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Segurança Pública

Detento morre um dia após chegar à Máxima

Daniel Franco, de 39 anos, era evadido do semiaberto de Dourados e morreu por enforcamento

9 Fev2019Valdelice Bonifácio15h39

O presidiário Daniel Franco, de 39 anos, foi encontrado morto dentro da cela 103, do pavilhão 3, na Penitenciária de Segurança Máxima, em Campo Grande, na manhã deste sábado, dia 9 de fevereiro. Ele estava pendurado em por uma corda presa ao pescoço, segundo relato do agente penitenciário que o encontrou sem vida.

Daniel Franco tinha recém-chegado à Máxima. Ele deu entrada na sexta-feira, após ter sido capturado por estar fugindo do regime semiaberto de Dourados. Ele cumpria pena por furtos. As condenações somavam 12 anos.

Uma equipe da Polícia Civil esteve no local para os trabalhos periciais. O caso será investigado. A Agência de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) informou que também fará as devidas apurações.

Um boletim de ocorrências foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro da Capital como morte a esclarecer.

Veja Também

Deputado pede investigação sobre furto de gado
Deputado propõe criação de frentes em defesa da criança e da mulher
Fake news são empecilho para vacinação contra HPV
Horário estendido nas unidades de saúde será debatido na Câmara
Trabalhador pode ter de contribuir por 49 anos, alerta senador
Nelsinho é escolhido coordenador da bancada de MS
Gustavo Bebianno é exonerado do governo Bolsonaro
STF nega recurso e Bernal segue inelegível
Aneel convocado a dar explicações
MEC instala lava jato da educação, diz Bolsonaro