Campo Grande •23 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Águas Guariroba - Campanha Águas Faz Mais

Valdelice Bonifácio, com Câmara Federal | Terça, 12 de Setembro de 2017 - 16h30Deputado polêmico de MS é relator da CPMI da JBS'Minha indicação desagradou membros da CPMI e do Parlamento', admite deputado

(Foto: Billy Boss/Câmara dos Deputados)

O deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) foi escolhido para ser o relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga se houve irregularidades nas operações entre o grupo J&F e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Fiel integrante da base governista, Marun é considerado um nome polêmico. Ele presidiu a Comissão da Reforma da Previdência, na qual era tido como um defensor dos interesses do governo em relação à reforma. O deputado também chamou atenção da imprensa nacional ao defender com veemência o ex-presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha, que foi cassado e preso por suspeita de corrupção.

Ao confirmar sua indicação na tarde desta terça-feira, 12 de setembro, em Brasília, Marun reconheceu que seu nome desagrada membros da CPMI e do Parlamento. “Isso não me causa surpresa. A política tem dois lados e um muro. Sempre fiz questão de ter um lado”, disse Marun. Ele afirmou se sentir “completamente independente” para o exercício da função.

O presidente do colegiado, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), também criou duas sub-relatorias. O deputado Delegado Francischini (SD-PR) assumirá a sub-relatoria de contratos da JBS, englobando BNDES e BNDES-Par, e o deputado Hugo Leal (PSB-RJ) ficará com a sub-relatoria de assuntos fiscais, previdenciários e agropecuários.

O grupo J&F, dirigido pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, controla o frigorífico JBS e outras empresas. A CPMI vai investigar as operações da holding com o BNDES ocorridas entre os anos de 2007 e 2016.

A comissão de deputados e senadores vai investigar também o acordo de colaboração premiada do Ministério Público Federal com executivos das empresas.

(Com informações da Câmara Federal)

Veja Também
Reeleição de Temer depende da intervenção
Odilon confirma aliança com Pedro Chaves
Deputada de MS Tereza Cristina assume presidência da FPA
Assembleia inicia capacitação dos estudantes eleitos para o Parlamento Jovem
Proposta do Governo corrige subsídios para delegados
Tereza Cristina assume presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária
TJ concede efeito suspensivo e libera salário do vereador Lucas Lima
Puccinelli leva evento do MDB a Naviraí e Nova Andradina
Debate sobre reforma da Previdência começa na terça, diz Marun
Prefeitos aguardam R$ 2 bi de Temer
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento