Menu
21 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Segurança Pública

Deputado petista suspeita de retaliação contra a Polícia Federal

Parlamentar lamenta falta de investimento em segurança por parte do Governo Federal

5 Jul2017Da redação14h19

No mês passado, a Polícia Federal anunciou que suspendeu a emissão de novos passaportes, alegando insuficiência no orçamento. O presidente da Comissão de Segurança Pública, deputado Cabo Almi (PT), usou a tribuna na sessão desta quarta-feira (5/7), para lamentar a falta de investimento na segurança pública por parte do Governo Federal e ainda suspeita de retaliação.

“É um absurdo que as organizações policiais estejam parando as atividades por falta de condições e estrutura. Será que o presidente Michel Temer está fazendo isso por conta das operações deflagradas pela Polícia Federal?”, questionou Cabo Almi. Em nota, a instituição informou que o agendamento online e o atendimento nos postos estão mantidos e a entrega dos novos passaportes dependerá da normalização da situação orçamentária.

A insuficiência, segundo a Polícia Federal, significa que foi atingido o limite do gasto autorizado no orçamento da União para essa rubrica específica. Portanto, com a edição de uma Medida Provisória ou aprovação de um Projeto de Lei é possível modificar a Lei Orçamentária.

Veja Também

MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e ex-secretários
LDO terá audiência pública dia 27
Cadastro biométrico não é obrigatório no interior para eleições 2018, diz TRE-MS
Servidor público terá falta abonada para ir à reunião escolar
TCE-MS encaminha projeto de reajuste salarial à Assembleia
Vereadores da Capital propõem parcelar imposto em até 12x
Aprovados em concurso da Agepen pedem apoio por convocação
Segunda instância rejeita último recurso de Lula no caso do triplex
STF aceita denúncia contra Aécio por corrupção e obstrução de Justiça
Vereadora promete provar que trocou de partido por justa causa