Menu
21 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Legislativo

Deputado petista propõe adequar texto da Constituição Estadual

Parlamentar quer aumentar atribuições da Comissão de Finanças e Orçamento

25 Set2016Da redação08h30

O deputado João Grandão (PT) apresentou o Projeto de Emenda Constituicional (PEC) 6/2016 que altera a redação do disposto no artigo 164 da Constituição do Estado de Mato Grosso do Sul.

De acordo com a alteração caberá à Comissão de Finanças e Orçamento da Casa de Leis examinar e emitir o parecer sobre os projetos e sobre as contas apresentadas anualmente pelo Governador do Estado.

Na justificativa da PEC o deputado João Grandão esclarece que o objetivo da alteração é incluir novas atribuições à Comissão de Finanças e Orçamento e também a Comissão de Acompanhamento e Execução Orçamentária, e da mesma forma adequar as atribuições das referidas comissões aos preceitos constitucionais referentes ao orçamento e finanças do Estado.

A mesma alteração foi realizada no Regimento Interno da Assembleia Legislativa pelo Projeto de Resolução (PR) 28/2015 também apresentado pelo deputado João Grandão. “Considerando a publicação da resolução, que alterou as competências e redistribuiu as atribuições das comissões, também se fez necessário a adequação do texto da Constituição Estadual”, esclareceu o parlamentar.

Assinam também a proposta os deputados Angelo Guerreiro (PSDB), Cabo Almi (PT), Eduardo Rocha (PMDB), Flavio Kayatt (PSDB), Pedro Kemp (PT) e Professor Rinaldo (PSDB).

Veja Também

Câmara quer pressa em apreciar alterações
Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política
Simone elogia retomada das obras de fábrica de fertilizantes em MS
Educação Ações podem acabar com cursos EaD na área da saúde em MS Medidas foram decididas em audiência pública da assembleia
Eleições 2018 Eleição sem dinheiro de empresários Pela 1ª vez, campanha eleitoral não terá financiamento de empresas
PF pede quebra de sigilo telefônico de Temer e ministros
Senadora de MS sugere Comissão sobre Segurança Pública