Menu
16 de julho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Prisão Lula

Defesa pede que Lula fique em regime aberto

Ele foi condenado em 2017 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

12 Mai2019Da redação14h00

A defesa do ex-presidente Lula pediu na última sexta-feira, dia 10 de maio, ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), que ele cumpra, em regime aberto, o restante da pena no caso do triplex do Guarujá.

Lula está preso em Curitiba desde abril de 2018. Ele foi condenado em 2017 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No mês passado, o STJ manteve a condenação, mas reduziu a pena, de doze anos e um mês, para oito anos, dez meses e vinte dias de prisão.

A defesa, agora, pede que Lula deixe a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba para passar a cumprir a pena no regime aberto. Esse tipo de recurso apresentado pela defesa de Lula, são os embargos de declaração, que não permitem que a condenação seja revista.

Os advogados do ex-presidente ressaltam que, independentemente do pedido de progressão de regime, vão continuar tentando anular a condenação e provar a inocência de Lula. O ex-presidente é réu em outras seis ações penais e foi condenado em um outro processo, no caso do Sítio de Atibaia.

Veja Também

Mourão defende reforma política após a conclusão da Previdência
Brasil assume a presidência pró-tempore do Mercosul
Câmara reduz idade mínima de aposentadoria para professores
Mulheres terão aposentadoria integral cinco anos antes dos homens
Bolsonaro afirma pode indicar seu filho como embaixador
Governador entrega cobertores para os 79 municípios nesta quinta
Governo recorre de liminar que suspendeu jornada de 8h
Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência
Líder da maioria confirma acordo para aposentadoria de policiais
Bolsonaro diz que indicará evangélico para Supremo Tribunal Federal