Menu
20 de maio de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Prisão Lula

Defesa pede que Lula fique em regime aberto

Ele foi condenado em 2017 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

12 Mai2019Da redação14h00

A defesa do ex-presidente Lula pediu na última sexta-feira, dia 10 de maio, ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), que ele cumpra, em regime aberto, o restante da pena no caso do triplex do Guarujá.

Lula está preso em Curitiba desde abril de 2018. Ele foi condenado em 2017 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No mês passado, o STJ manteve a condenação, mas reduziu a pena, de doze anos e um mês, para oito anos, dez meses e vinte dias de prisão.

A defesa, agora, pede que Lula deixe a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba para passar a cumprir a pena no regime aberto. Esse tipo de recurso apresentado pela defesa de Lula, são os embargos de declaração, que não permitem que a condenação seja revista.

Os advogados do ex-presidente ressaltam que, independentemente do pedido de progressão de regime, vão continuar tentando anular a condenação e provar a inocência de Lula. O ex-presidente é réu em outras seis ações penais e foi condenado em um outro processo, no caso do Sítio de Atibaia.

Veja Também

Guedes prevê enxurrada de 'notícias boas' após reforma
Reduzir imposto para combater contrabando de cigarros é ilusão, diz Simone
Empresário tem que ter liberdade para demitir, diz senadora de MS
Deputado assume função de coletor de lixo na Capital
Três comissões do Senado discutem impacto ambiental em Bonito
Bolsonaro recebe prêmio nos EUA e diz que ser presidente foi
Projeto prevê materiais biodegradáveis a copos e canudos em MS
Audiência debate ações de combate à exploração sexual
Dagoberto é eleito vice-presidente da Comissão Mista de Orçamento
Justiça autoriza bloqueio de R$ 196 milhões de Cabral e Eike