Campo Grande •17 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner ALMS - Materiais Campanha Gestão para Pessoas Sustentação

Da redação | Terça, 11 de Julho de 2017 - 15h51CPI cria site para disponibilizar documentos da investigaçãoObjetivo é dar maior transparência aos trabalhos e facilitar o acesso aos dados

(Foto: Divulgação)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Irregularidades Fiscais e Tributárias de Mato Grosso do Sul criou um site especialmente para disponibilizar os documentos que fazem parte da investigação. O objetivo é dar maior transparência aos trabalhos e facilitar o acesso da população e dos profissionais de imprensa.

Para acessar o site e baixar os documentos basta entrar no endereço eletrônico http://www.cpi.ift.al.ms.gov.br. O acesso também é possível pelo link disponível no site da Assembleia (www.al.ms.gov.br) ou no menu comissões. Os documentos estão disponíveis em formato PDF e são divididos em pastas de acordo com o assunto.

O site foi desenvolvido por técnicos da Casa de Leis, sem nenhum custo adicional para a CPI e, segundo o presidente da Comissão, deputado Paulo Corrêa (PR), serão disponibilizados todos os documentos que não sejam protegidos por sigilo.

“O assunto investigado pela Comissão é muito sério e complexo. Por isso, achamos importante criar um espaço para facilitar o acesso das pessoas a documentos como ofícios, requerimentos, atas e tudo aquilo que for público. Só não serão disponibilizados os documentos com sigilo fiscal. Mas, se caso a CPI encontre alguma irregularidade nos Termos de Ajustamento de Regime Especial e nas notas fiscais, vamos sim, com autorização judicial, tornar isso público”, esclareceu o presidente.

CPI - A CPI foi constituída para investigar a denúncia realizada pelos executivos da JBS, Joesley Mendonça Batista, Wesley Mendonça Batista e Ricardo Saud, do pagamento de diversas notas fiscais ‘frias’ emitidas por pessoas físicas ou jurídicas entre os anos de 2010 a 2017, sem o devido fornecimento de bens ou serviços, em contraprestação à suposta concessão indevida de benefícios fiscais pelo Estado de Mato Grosso do Sul.

(Com informações da assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa)

Veja Também
Temer garante que a reforma da previdência será aprovada em 2018
Assembleia Legislativa cria Programa de Gestão Documental
Para Gilmar Mendes, restrição do foro privilegiado é um equívoco
Fábio Trad aguarda convocação para retornar à Câmara
Marun assume Secretaria e abre mão de reeleição
Edição explicada da Constituição do Estado é lançada na Capital
Ministro diz ter convicção de que Reforma da Previdência será aprovada
Calçadão do Estrela do Sul será inaugurado neste sábado
Senador de MS vai relatar Reforma do Código Comercial
Posse de Marun acontece nesta tarde em Brasília
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento