Menu
21 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Servidores Públicos

Comissão intermediará negociação sobre reajuste dos servidores

Funcionários públicos reclamam aumento salarial e incorporação de abono

6 Jun2017Da redação14h35

Uma comissão composta por deputados estaduais tentará intermediar as discussões entre os servidores públicos e o Governo do Estado relacionadas ao reajuste salarial anual. O governo já sinalizou que não terá condições de reajustar salários neste ano, posição que indignou o funcionalismo. Esta terça-feira, 6 de junho, foi um dia de protestos na Assembleia Legislativa. Servidores criticaram o chamado “reajuste zero” e a não incorporação do abono de R$ 200,00 ao salário - o benefício foi prorrogado até 31 de dezembro de 2018.

A abertura da comissão foi aprovada durante a ordem do dia e agora cabe aos líderes de bancada a indicação de cinco parlamentares para a formação do grupo, que também contará com cinco representantes dos servidores estaduais.

Líder do governo estadual na Assembleia, o deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) informou que o Estado não tem como conceder reajuste ou reposição salarial neste momento, considerando que ainda sente os reflexos da crise econômica nacional.

“Tentamos de todas as formas, mas a informação que temos, dos técnicos do governo, é que não tem como conceder reajuste”, disse.

Segundo ele, dos 27 estados brasileiros, 20 não estão pagando os salários em dia. “Toda manifestação é democrática e sabemos que os servidores têm esse direito, mas estamos nos esforçando e também não podemos prometer o que não conseguiremos cumprir”, finalizou.

Veja Também

MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e ex-secretários
LDO terá audiência pública dia 27
Cadastro biométrico não é obrigatório no interior para eleições 2018, diz TRE-MS
Servidor público terá falta abonada para ir à reunião escolar
TCE-MS encaminha projeto de reajuste salarial à Assembleia
Vereadores da Capital propõem parcelar imposto em até 12x
Aprovados em concurso da Agepen pedem apoio por convocação
Segunda instância rejeita último recurso de Lula no caso do triplex
STF aceita denúncia contra Aécio por corrupção e obstrução de Justiça
Vereadora promete provar que trocou de partido por justa causa