Menu
25 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Aquidauna

Cem dias: prefeito diz que maior desafio é equilibrar contas

Odilon afirma ter começado gestão sem dinheiro para investimentos imediatos

14 Abr2017Giselli Figueiredo, de Aquidauana, em colaboração para o Diário Digital15h11

Durante entrevista coletiva à imprensa nesta semana, o prefeito de Aquidauana Odilon Ribeiro, fez um balanço dos primeiros cem dias de sua gestão no município. Gerentes das pastas municipais, vereadores, o deputado estadual Felipe Orro, a primeira dama Maria Eliza e vice-prefeita Selma Suleiman também acompanharam a prestação de contas. Iniciou o discurso falando sobre a situação que pegou o município.

“Não quero lamentar ou chateá-los lembrando de fatos já conhecidos, mas precisamos estabelecer um referencial que nos permitirá medir de forma objetiva e concreta, o desenvolvimento firme e seguro que nossa administração trará para Aquidauana e seus munícipes, ao longo dessa gestão”.

Odilon pediu paciência à população, já que seu principal desafio está sendo equilibrar as finanças. Frisou que começou a gestão sem dinheiro para investimentos imediatos em obras e serviços. Aliado a essa realidade, o município se encontrava com restrições e inadimplência junto ao Governo Federal e Estadual, que inviabilizava liberação de verbas previstas e convênios.

“Quando assumimos no dia 1° de Janeiro, toda a população tinha conhecimento da inexistência de um sistema gerencial na administração da prefeitura, da falta de planejamento, da falta de projetos cadastrados, garantindo investimentos imediatos ao município; recebemos uma frota de veículos em sua maioria em condições precárias, principalmente os veículos da saúde, educação e obras; constatamos a falta de manutenção na infraestrutura de prédios públicos das escolas, unidades de saúde, sede da prefeitura e das gerências de saúde e educação; falta da manutenção de ruas e estradas; dívida com o Aquidauaprev; dívida com fornecedores, entre outros”.

Segundo o prefeito, mesmo Aquidauana entrando 2017 em um cenário delicado, sua equipe não permaneceu inerte, lamentando as dificuldades. “Determinei aos gerentes das pastas medidas para dar respostas o mais rápido possível aos anseios da população, pois nosso compromisso é consolidar uma gestão responsável, com controle da aplicação dos recursos públicos, conseguindo fazer mais, gastando menos”.

Odilon ressaltou a boa relação com o Poder Legislativo de Aquidauana, que através dos vereadores, seja legislando e fiscalizando, deram o necessário suporte para esse início de caminhada e o empenho dos gerentes de cada pasta para a melhoria do município.

“Com cem dias de governo e sessenta e dois dias úteis de expediente, podemos enxergar outro horizonte, fruto dessa nova conduta e postura por mim adotada e fielmente seguida por minha equipe. Apresentamos inúmeras ações nas políticas públicas de meio que são meramente administrativas, mas que trouxeram como resultado a eficiência de gestão, por consequência, repercutiram para atingir a finalidade de melhor distribuição de obras e serviços públicos de saúde, educação, assistência social, serviços urbanos, dentre outros. Empreguei a seguinte filosofia com os meus gerentes: Se temos pouco, faremos o melhor e buscaremos o impossível com o pouco que temos”.

Veja Também

Simone comemora destinação de 30% do fundo eleitoral para mulheres
TSE define quanto cada partido receberá de fundo eleitoral
Reoneração é aprovada com erro e projeto será ajustado, diz Marun
Justiça determina prisão imediata de ex-governador de MG
Moka assume relatoria do Orçamento
Brasil é preparado para não crescer, diz Aldo Rebelo
Corrupção Mais um pacote de medidas contra a corrupção será lançado Para tentar diminuir este tipo de crime pacote será lançado em junho
Pré-candidato à presidência visita Capital nesta segunda
Mundo Este domingo, 20, é dia de Venezuelanos irem às urnas Mais de 20 milhões de pessoas dever votar no país vizinho