Menu
19 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Política

Candidatos a prefeito em 145 cidades aguardam julgamento para saber se serão empossados

Votos dados a esses candidatos só poderão ser computados se a Justiça Eleitoral deferir o registro da candidatura

6 Out2016Da redação14h07

Os candidatos a prefeito mais votados em 145 municípios brasileiros estão com o registro indeferido e aguardam julgamento de recurso na Justiça Eleitoral para saber se serão, ou não, empossados no dia 1º de janeiro. A informação foi divulgada através de um levantamento realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral, o TSE.

De acordo com a atual legislação, os candidatos que apresentaram recursos puderam realizar todos os atos de campanha e tiveram o nome e número nas urnas eletrônicas no dia da eleição. No entanto, os votos dados a esses candidatos só poderão ser computados se a Justiça Eleitoral deferir o registro da candidatura. Em nenhum desses 145 municípios haverá segundo turno, já que as cidades não possuem mais de 200 mil eleitores.

Os estados de São Paulo e de Minas Gerais são os que têm o maior número de candidatos mais votados a prefeito com registro indeferido, cada um com 24. Em seguida, vem o Paraná, com 17 candidatos nessa situação; Bahia, com 12; e Rio de Janeiro, com dez candidatos.

De acordo com o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, a Corte Eleitoral vai dar prioridade aos casos de indeferimento de registro que possam alterar o resultado das eleições.

Veja Também

Câmara quer pressa em apreciar alterações
Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política
Simone elogia retomada das obras de fábrica de fertilizantes em MS
Educação Ações podem acabar com cursos EaD na área da saúde em MS Medidas foram decididas em audiência pública da assembleia
Eleições 2018 Eleição sem dinheiro de empresários Pela 1ª vez, campanha eleitoral não terá financiamento de empresas
PF pede quebra de sigilo telefônico de Temer e ministros
Senadora de MS sugere Comissão sobre Segurança Pública