Menu
23 de janeiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Segov - IPVA
Nacional

Bolsonaro faz reunião ministerial para ouvir propostas e planos

Expectativa é que seja discutida a reforma da Previdência

8 Jan2019Da Agência Brasil09h41

O presidente Jair Bolsonaro se reúne hoje (8) com o Conselho de Ministros. Ele pretende conversar com os ministros sobre as ações que pretendem executar até o fim do mês, eventuais medidas para redução de gastos e planos. É a segunda reunião em menos de uma semana. A primeira foi no dia 2.

A expectativa é que seja discutida a reforma da Previdência cujo texto, elaborado pela equipe econômica, deve ser enviado ao Congresso Nacional. Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, a primeira reunião foi de alinhamento e definição de tarefas.

Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, recebeu de Bolsonaro a tarefa de definir os principais pontos do texto que o governo pretende encaminhar aos parlamentares neste semestre.

Para o presidente, a proposta deve incluir a fixação de idade mínima, de forma gradual, para aposentadoria. Assim, os homens teriam piso de 62 anos e mulheres, de 57.

Outra missão repassada a todos as pastas foi uma lista de medidas que cada ministro pretende colocar em prática já nas próximas semanas, além de uma varredura nas contas de cada uma delas e a análise, principalmente, dos gastos feitos nos últimos dias da gestão Michel Temer.

A equipe de Bolsonaro identificou "uma movimentação incomum de exonerações e nomeações e recursos destinados a ministérios".

Com isso, o recado para os ministros foi o levantamento de atos e gastos dos últimos 30 dias. Pelo menos parte desses relatórios deve ser apresentada no encontro desta terça-feira.

Veja Também

Eleição para comando da Assomasul tem chapa única
Reinaldo terá reuniões com quatro ministros de Bolsonaro
Projeto prevê uso do FGTS na compra de imóvel para pai ou filho
Em campanha, Maia pede votos em MS
Em Davos, Bolsonaro diz que vai buscar investimentos para Brasil
Simone confirma candidatura à presidência do Senado
Vereador investigado por corrupção é preso novamente
Ex-secretário de Fazenda de Dourados é considerado foragido
Presidente da Câmara Municipal renuncia ao cargo
Capitão Contar admite disputar prefeitura em 2020