Campo Grande •29 de Abril de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio | Sexta, 7 de Outubro de 2016 - 13h49Assediado por Marquinhos e Reinaldo, Bernal não se decidiuPrefeito da Capital é contra a neutralidade e tomará decisão junto com o partido

Bernal, assim que terminar o mandato de prefeito, percorrerá o Estado para fortalecer o partido e iniciar seu projeto político para 2018
Bernal, assim que terminar o mandato de prefeito, percorrerá o Estado para fortalecer o partido e iniciar seu projeto político para 2018 (Foto: Valdelice Bonifácio)

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) ainda não decidiu qual das duas candidaturas à prefeitura da Capital apoiará neste segundo turno. Durante entrevista ao telejornal MS Record ele revelou que foi procurado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em nome da candidata Rose Modesto (PSDB) e por Marquinhos Trad (PSD) concorrente dos tucanos na disputa pela chefia do Poder Executivo.

Bernal que teve 111.128 votos  (26,01% do total), ficando na terceira colocação, reiterou que pretende tomar a decisão em conjunto com o seu partido. A decisão era esperada para esta semana, mas o prefeito revelou que pretende dialogar ainda hoje com Marquinhos e Reinaldo. Ele quer o compromisso de que o escolhido adotará itens do seu plano de governo e que vai concluir obras paradas, por exemplo.

“Eu tenho que pensar em Campo Grande”, informou. Durante a entrevista, ele reiterou que defenderá uma posição, pois não concorda com a neutralidade. “Eu tenho dito que em cima do muro só caco de vidro e gato safado.”

Bernal informou ainda que pretende fiscalizar o nome escolhido para sucedê-lo. Vai percorrer bairros e verificar o serviço público, por exemplo. O progressista também pretende percorrer os municípios de MS como forma de fortalecer o partido e ainda preparar seu próximo projeto eleitoral. Bernal concorrerá nas eleições de 2018, mas ainda não decidiu que cargo disputará.

A votação do segundo turno das eleições será no dia 30, último domingo do mês de outubro.

 

Veja Também
Em depoimento a Moro, Cabral admite ter recebido caixa 2
Em São Gabriel, vereadores devolvem R$ 350 mil à prefeitura
Para Pedro Chaves, Lei do Abuso de Autoridade é inoportuna
CPI do Táxi da Capital já tem composição definida
Presidente do Senado está na UTI
MS pode ganhar data para celebrar Dia do Capelão
Quarta, 26 de Abril de 2017 - 12h17Temer exonera três ministros para votar reforma trabalhista na Câmara Relatório da reforma trabalhista foi aprovado ontem (25)
'Governo está mais otimista com economia', diz Reinaldo
Aprovado projeto que prevê controle das despesas do Município
STF revoga prisão domiciliar e Bumlai fica em liberdade
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento