Campo Grande •24 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Da redação | Terça, 4 de Julho de 2017 - 19h37Aprovada, LDO 2018 segue para sanção com 43 emendas dos vereadoresPeça prevê arrecadação de R$ 3,455 bilhões em 2018, queda de 3,46% em relação a este ano

(Foto: Divulgação)

Na sessão ordinária desta terça-feira (4), os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram em segundo turno de discussão o Projeto da LDO 2018 (Lei de Diretrizes Orçamentárias). Das 97 emendas apresentadas pelos vereadores, 43 foram incorporadas ao texto final.

O Projeto de Lei n° 8.470/17, de autoria do Poder Executivo Municipal, que dispõe sobre as diretrizes para elaboração da Lei Orçamentárias do Município de Campo Grande para o exercício financeiro de 2018, foi aprovado por unanimidade contemplando 43 emendas dos parlamentares ao texto final da proposta.

A proposta foi aprovada em primeira discussão na sessão ordinária da última quinta-feira (29). O relatório final da LDO 2018, que teve como relator o vereador João César Mattogrosso, foi lido em Plenário pelo presidente da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento, vereador Eduardo Romero. 

Os parlamentares realizaram uma Audiência Pública no dia 9 de maio para debater o Projeto da LDO 2018 junto com a população e a sociedade civil organizada. 

A peça prevê arrecadação de R$ 3,455 bilhões em 2018, que representa uma queda de 3,46% em relação aos R$ 3,563 bilhões previstos para 2017. A projeção deve-se, principalmente, à queda nos repasses dos governos Estadual e Federal: FPM (Fundo de Participação dos Municípios), ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) e Fundeb, por exemplo, foram reduzidos, ou subiram abaixo da inflação. A proposta encaminhada pelo Executivo prevê a aplicação de 25% da receita resultante de impostos em educação, 1% para cultura e outros 15% para saúde.

A proposta segue agora para sanção do prefeito.

Veja Também
Gilmar Mendes permite que ex-procurador fique em silêncio na CPMI da JBS
PMDB expulsa senadora que votou contra o impeachment
Congresso derruba veto de Temer a renegociação de dívidas
Sessão é encerrada e manifestantes prometem voltar
Defesa do casal Garotinho tenta habeas corpus para soltar Rosinha
Cerca de 3 mil funcionários param sessão e deputados saem
Temer recua da posse de Marun como ministro
Carlos Marun é confirmado ministro do governo Temer
Sob protestos, reforma da Previdência é aprovada
PMDB indica Marun para ministro no governo Temer
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento