Menu
21 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner CCR-MS Via
Eleições 2018

Alckmin divulga plano de governo com 15 páginas e 43 propostas

No arquivo, o candidato divide suas propostas em três eixos: o Brasil da indignação; o Brasil da Solidariedade; e o Brasil da Esperança

12 Ago2018Agência do Rádio Mais14h48

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, divulgou em seu site oficial um plano de governo de apenas 15 páginas. No total, o documento apresenta 43 propostas amplas, sem muitos detalhes, em apenas seis páginas.

No arquivo, o candidato divide suas propostas em três eixos: o Brasil da indignação; o Brasil da Solidariedade; e o Brasil da Esperança. Entre as propostas apresentadas no primeiro setor estão a tolerância zero com a corrupção, eliminar o déficit público em dois anos, simplificação do sistema tributário e o combate ao crime organizado e ao tráfico de armas e drogas.

No eixo “o Brasil da Solidariedade”, o candidato defende que “A redução das desigualdades sociais exigirá um sério comprometimento do governo, para melhorar a qualidade da educação, ampliar o acesso à saúde, combater a violência e promover o respeito às mulheres, idosos e minorias.” Algumas das propostas de Alckmin para esse setor são: incrementar o Bolsa Família, garantir que todas as crianças do país estejam plenamente alfabetizadas até 2027 e a adoção de políticas voltadas para os negros e índios, além de estabelecer um pacto nacional voltado para a redução da violência contra idosos, mulheres e o público LGBTI.

Já a área “o Brasil da Esperança” é voltada para as propostas relacionadas a investimentos, empregos e renda. Segundo o documento, “Fazer o Brasil voltar a crescer é vital para o futuro de todos”. Entre as promessas, destacam-se o investimento nas regiões Norte e Nordeste do país, abertura do comércio exterior para que ele possa representar 50% do PIB brasileiro e dar prioridade aos investimentos em infraestrutura através de parcerias com o setor privado.

Segundo a assessoria de imprensa do PSDB, o documento divulgado trata-se apenas de um plano resumido devido ao registro da candidatura. O programa detalhado será apresentado na próxima semana. Em 2006, quando participou da disputa ao Planalto, o plano de governo apresentado por Alckmin possuía 170 páginas.

Veja Também

Pela democracia, mulheres vão às ruas na Capital e em várias cidades
PF abre inquérito para investigar fake news envolvendo candidatos
WhatsApp remove contas de disparo em massa de notícias falsas
Campanha eleitoral é dominada por troca de acusações sobre fake news
Simone Tebet cotada para presidência do Senado
Odilon de Oliveira nega orientação para fake news
Ação combate ‘fake news’ contra Reinaldo após denúncia
Odilon é rejeitado por 30% e Reinaldo 28%
Pesquisa mede possibilidade de mudança de voto
Jair Bolsonaro amplia vantagem