Menu
14 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Pátio Central - Natal
Tráfico

Minotauro quer ser novo “patrão” da fronteira

Traficante brasileiro tenta eliminar concorrentes da família Gimenez

6 Dez2018Laureano Secundo09h01

Um dos carros no atentado a tiros de fuzil ao sobrinho do narcotraficante Jarvis Gimenez Pavão, uma Chevrolet Blazer branca, foi encontrado queimado na madrugada de hoje na zona rural de Pedro Juan Caballero. O veículo estava em uma estrada vicinal numa área de mata da Colônia Cerro Kora’i, nas imediações do Cemitério Alemão de Pedro Juan Caballero . O outro carro usado no atentado a Pedro Gimenez da Luz, 24, o Pedrinho, uma Volkswagen Space Fox, ainda não foi localizado.

O traficante brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, o Minotauro, está sendo apontado como mandante do atentado pois tenta assumir o controle do tráfico de drogas e de armas na Linha Internacional. Para atingir seu objetivo ele quer eliminar todos os membros da família de Jarvis Pavão para se tornar o novo “patrão” da fronteira, posto vago desde a morte, em junho de 2016, de Jorge Rafaat Toumani.

Mais de 90 tiros de fuzil AK-47 calibre 7,62 foram disparados contra a F150. Após uma fortre perseguição a caminhonete de Pedrinho, uma Ford F150 preta. A blindagem do veículo salvou a vida dele e de seus dois seguranças.

Veja Também