Menu
16 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Segov - Campanha HPV
Luz da Infância

Suspeito de pornografia infantil é liberado após fiança

Engenheiro pagou quatro salários mínimos, ou R$ 3,8 mil, e deixou a delegacia

17 Mai2018Valdelice Bonifácio e Luany Mônaco, especial para o Diário Digital17h20

Um engenheiro de comunicação de 32 anos, preso na operação Luz da Infância 2 de combate à pedofilia, foi liberado horas depois de ser encaminhado para a Delegacia de Proteção à Criança ao Adolescente (DEPCA) na tarde desta quinta-feira, 17 de maio. Ele pagou fiança de quatro salários mínimos (R$ 3,816) e deixou o local escondendo o rosto e sem falar com a imprensa.

O rapaz se autointitula um 'playboy'. Na casa dele, a polícia recolheu HDs e CPUs. Contudo, os investigadores não conseguiram acessar os arquivos, assim não obtiveram provas materiais contra o rapaz. Porém, ele foi preso porque havia munições na residência. Como esse crime é afiançável, ele pagou e deixou a delegacia.

Em entrevista à imprensa, a delegada Marília de Brito Martins, responsável pelas investigações em Campo Grande, informou que as apurações ainda estão andamento e que o envolvimento do engenheiro com pedofilia é praticamente certo. Para a polícia, há materiais pornográficos de crianças nos equipamentos apreendidos na casa do engenheiro.

Além dos flagrantes em Campo Grande, na cidade de Dourados, um homem de 39 anos foi preso e teve computador e HD apreendidos.

Veja Também