Menu
22 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Interior

Servidora é presa suspeita de desviar R$ 300 mil da prefeitura de Brasilândia

Funcionária trabalhava no setor de recursos humanos

16 Fev2017Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital19h00

Uma funcionaria do setor de RH da prefeitura de Brasilândia é suspeita de ter desviado cerca de R$ 300 mil dos cofres da prefeitura.

A mulher de 40 anos está sendo investigada pelo Ministério Público, e na quarta-feira (15) ela foi presa e encaminhada para a delegacia onde deverá ficar a disposição da Justiça.

De acordo com o site Perfil News, o Prefeito de Brasilândia, Antônio de Pádua Thiago confirmou o desvio dos cofres da prefeitura. De acordo com o Prefeito, ela também fazia a folha de pagamento e o golpe só foi descoberto porque a auditoria detectou uma diferença na folha salarial do período de dezembro de 2016 a janeiro de 2017.

Após uma minuciosa checagem constatou-se que a funcionária F.S.B, estava com o salário alterado e incompatível com a sua função.  A funcionária prestou concurso em 2012 e atualmente estava residindo em Três Lagoas a 60 km de Brasilândia.

O chefe do executivo comunicou as irregularidades ao Ministério Público, que por sua vez começou apurar o caso. Vendo a procedência, o representante do MP local encaminhou o resultado das investigações ao Juiz da Comarca, que analisou a denúncia e expediu mandado de prisão.

Ainda de acordo com o Prefeito, ele estuda a possibilidade judicial de solicitar junto à justiça que os bens da servidora sejam bloqueados, até atingir o valor desviado.

A servidora está presa e na tarde desta quinta-feira será transferida para o presídio feminino de Três Lagoas.

Veja Também