Menu
25 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Três Lagoas

Quatro são indiciados por furto de R$ 100 mil de farmácia

Bando era liderado por detento do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande

9 Out2019Da redação11h05

As investigações do furto de R$ 100 mil de uma farmácia foram concluídas pelo Setor de Investigações Gerais (SIG) de Três Lagoas. Quatro envolvidos irão responder por furto qualificado e organização criminosa.

O crime ocorreu em abril deste ano na farmácia da rede Odeon, localizada na esquina das avenidas Antônio Trajano dos Santos e Capitão Olyntho Mancini, no Centro de Três Lagoas. A ação dos acusados foi registrada pelo circuito interno de segurança. Eles teriam entrado pelo teto.

Inicialmente, em um trabalho conjunto entre as polícias, foi preso, no dia 17 de abril, o indivíduo P. R. C. A., vulgo "TIO RAN", de 34 anos, sendo que durante as diligencias seguintes, foi identificado o comparsa,que  também adentrou à farmácia, tratando-se de L. R. O. L., vulgo "GASPAR", de 35 anos, que  foi localizado nessa terça-feira (08) no bairro Jardim das Violetas.

Segundo a apuração feita pela Polícia Civil, a dupla foi encarregada de realizar o furto, sob o comando do cadeirante N. C., vulgo "NATINHA", de 32 anos, sendo que a coordenação do crime ficou a cargo do indivíduo conhecido por M. B., vulgo "PINDUCA", que  mesmo de dentro do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande chefiava o bando criminoso para a pratica do furto.

Foi apurado também que, logo após o furto, "Gaspar" dividiu parte do dinheiro com "Tio Ran" e depois fugiu com a esposa para a cidade de Selvíria onde comprou um veículo e também um terreno. Foram  apreendidos  com o acusado  uma motocicleta e um contrato particular de compra e venda do terreno. O restante do dinheiro foi repassado a Natinha e Pinduca.

Os quatro investigados responderão pelos crimes de furto qualificado e organização criminosa.

(Com informações: Rádio Caçula)

Veja Também

Aliança entre forças policiais amplia ações para NháNhá e oito são presos
Polícia já tem suspeitas sobre execução no Caiçara
Estelionatária usava perfil falso para vender imóveis em grupo no Facebook
Comerciante tem loja invadida no centro de Dourados
Quatro são presos por envolvimento na morte de casal de MS
Homem é executado com sete tiros
Bebê morre duas horas depois de ingerir leite materno
Polícia prende pistoleiro na fronteira
Menino de 13 anos é morto a tiro pelo amigo
Garagista é denunciado por estelionatos na Capital