Menu
2 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Golpe do falso frete

Quadrilha que aplicava golpe do falso frete é presa na fronteira

Caminhões eram roubados e revendidos no Paraguai; Quatro homens foram presos

30 Mar2020Da redação16h57
Divulgação/ Tá na Midia Naviraí
  • Divulgação/ Tá na Midia Naviraí

Quatro homens, entre eles dois paraguaios, foram presos na manhã desta segunda-feira (30) em Mundo Novo (MS), acusados de fazerem parte de uma organização criminosa que aplicava o golpe do falso frete para roubar caminhões na fronteira.

A Polícia Civil, por meio de um trabalho conjunto do SIG (Seção de Investigações Gerais) e as delegacias de Naviraí e Mundo Novo, identificou que o grupo contratava os caminhoneiros para depois rouba-los. As vítimas eram mantidas em cárcere até que os veículos cruzassem a fronteira.

Segundo informações do site Tá na Midia Naviraí, dois dos acusados foram presos na manhã de hoje (30),   em Mundo Novo, momentos antes de cometerem o roubo, Fernando Martinez da Silva, 28 anos, e Jean Gabriel Diniz Cardoso, 23 anos. Os policiais encontraram revólver calibre 32 com cinco munições e fitas adesivas que seriam utilizadas para imobilizar a vítima.

Logo após, ainda no município, os policiais conseguiram prende outros dois integrantes da quadrilha, Elymar Santos Meza Espíndola, 29 anos, e Fredy Ramon Arias Campuzano, 23 anos, ambos paraguaios, responsáveis pelo transporte dos caminhões para o Paraguai.

Ainda conforme o site, a polícia de Naviraí acredita que os quatro tenham ligação com facção criminosa.

Veja Também

Pedreiro diz que agiu sozinho em assassinato de comerciante
Mãe é suspeita de estuprar filha de 6 anos
Barulho de rádio-comunicador entrega traficante durante abordagem da PRF
Delegado acusado de furtar cocaína volta para prisão
Suspeito de matar idoso é preso dois anos após o crime
Polícia Civil reconstitui duplo homicídio
Homem tenta matar esposa em Costa Rica
Junho começa com redução de flagrantes
Caminhão pega fogo na MS-276
Mapa mostra que 77% dos feminicídios acontecem dentro de casa