Menu
27 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Fiança

Puccinelli em contagem regressiva

Ex-governador de Mato Grosso do Sul tem até as 18 horas para pagar e não ter prisão decretada

15 Mai2017Laureano Secundo10h15

Caso não venha a depositar, até as 18 horas a quantia de R$ 1,0 milhão referente a fiança determinada pela Justiça Federal ex-governador André Puccinelli (PMDB) pode ter a sua prisão preventiva decretada ainda nesta segunda-feira. O advogado de Puccinelli, Renê Siufi, estaria em São Paulo e informações dão conta de que pode entrar com recurso para tentar reverter a situação, o que não foi possível  aqui no estado e a tentativa ac gora deve ser no Tribunal Regional Federal 3º região (TRF3).

A defesa Puccinelli alega que ele tem R$ 2,3 milhões bloqueados e, por isso, não tem condição de pagar a fiança mas o argumento não foi aceito pela Justiça, que manteve o prazo e a cobrança. Em caso de descumprimento poderá ser decretada a prisão preventiva. A 3ª Vara Federal é especializada em crimes de lavagem de dinheiro, ocultação de bens e valores e crimes contra o SFN (Sistema Financeiro Nacional).

A fosse Uma  reavaliação do valor da fiança foi solicitada junto a juíza federal Monique Marchioli Leite que negou o requerimento. Com a negativa, Renê Siufi  passa a pedir mais prazo ou entrar com recurso em São Paulo mas há também a possibilidade de buscar a ajuda de familiares e amigos para conseguir juntar R$ 1 milhão para pagar a fiança de R$ 1 milhão

 

Veja Também