Menu
22 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner FIEMS - Mês da Industria
Estupro de vulnerável

Professor suspeito de estupros é levado para presídio

Homem de 59 anos teria feito sete vítimas na própria sala de aula; ele nega os crimes

15 Mai2018Da redação15h50

O professor de 59 anos suspeito de estuprar sete estudantes da Rede Municipal de Ensino (Reme) de Campo Grande já está no Instituto Penal de Campo Grande (IPCG), no Jardim Noroeste. Ele deu entrada nesta terça-feira, 15 de maio,  após ser transferido da Delegacia Especializada em Repressão de Roubos e Furtos (Derf) onde passou a noite.

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) não deu detalhes sobre as acomodações do suspeito por questões de segurança, mas em casos como esses é praxe que o detento seja levado para uma cela isolada dos demais presos.

O suspeito foi preso na tarde desta segunda-feira, 14 de maio, e prestou depoimento na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) antes de ser encaminhado à Derf. Ele já estava sendo procurado há semanas e deve responder por estupro de vulnerável. O homem nega os crimes.

Conforme o delegado Fábio Sampaio, da DEPCA, a polícia não tem dúvidas dos crimes em razão dos relatos dos alunos abusados. Conforme os depoimentos, os abusos ocorriam dentro da própria sala de aula em uma escola na região do Bairro Piratininga. O suspeito passava a mão nos alunos ou pediam que tocassem nele.

Já o advogado da vítima, Ronaldo Franco, informou que aguarda os laudos periciais e que seu cliente nega os crimes. Ele também acrescentou que o homem não tem antecedentes criminais.

Três inquéritos já estão oficialmente instaurados. Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu mais quatro supostas vítimas. A apurações continuam em andamento.

(Com TV MS Record)

Veja Também