Campo Grande •23 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Governo - Refis

Valdelice Bonifácio | Segunda, 11 de Setembro de 2017 - 17h11Professor de teatro confessa ter estuprado alunoMãe descobriu crime ao ler mensagens trocadas entre o filho e o professor

Delegado titular da DEPCA, Paulo Sérgio Lauretto, tem 10 dias para encerrar o caso e encaminhar à Justiça
Delegado titular da DEPCA, Paulo Sérgio Lauretto, tem 10 dias para encerrar o caso e encaminhar à Justiça (Foto: Marco Miatelo)

Um ator e professor de teatro, de 55 anos, está preso em Campo Grande por estupro de vulnerável.  Segundo a Polícia Civil, ele confessou ter mantido relações com um aluno de 12 anos de idade. O crime foi descoberto pela mãe garoto ao ler mensagens trocadas entre o filho e o professor por meio do aplicativo WhatsApp.

A mulher pressionou o menino que relatou os abusos. Na sequencia, ela acionou a polícia. O suspeito foi preso neste domingo, 10 de setembro, na residência dele. Ele não resistiu à prisão e em depoimento à Polícia Civil confessou ter feito sexo oral no menino. O crime foi praticado dentro do carro quando o autor levava o garoto para a casa após a aula de teatro.

O professor passou pela audiência de custódia nesta segunda-feira, 11, e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva, sem data para terminar. O agressor ficará preso no sistema penal de Campo Grande.

A prisão do conhecido professor deixou perplexos ex-alunos e outros artistas que o conheciam. Ele tinha um longo e reconhecido trabalho teatral em Campo Grande. Porém, conforme o delegado titular da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) Paulo Sérgio Lauretto trata-se de um perfil comum aos abusadores. “Isso é que o mais aparece aqui na delegacia. Essas pessoas geralmente estão acima de qualquer suspeita e praticam estes crimes”, explicou.

O caso foi inicialmente atendido pela Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do Centro da Capital, mas nesta segunda-feira foi encaminhado para a Depca.  O delegado Lauretto contou que está no aguardo dos exames periciais feitos nos celulares da vítima e autor, além do exame de corpo de delito feito na criança. Ele tem 10 dias para finalizar o inquérito.

Veja Também
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento