Campo Grande •19 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Da Agência Brasil | Sábado, 12 de Agosto de 2017 - 13h18Prisão de membros do PCC no Paraguai é resultado de colaboração federal, diz GSIBandidos brasileiros presos já foram entregues pelas autoridades paraguaias ao Brasil

O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) considerou hoje (12) que a prisão de criminosos da organização Primeiro Comando da Capital (PCC) no Paraguai, e a consequente transferência para o Brasil, ocorrida nesta sexta-feira (11), é decorrente de ações de segurança e inteligência feitos pelo governo federal no Rio de Janeiro. Em nota pública, o GSI aponta o apoio dos órgãos brasileiros de investigação para a ação no Paraguai.

“No escopo da cooperação federal de combate a organizações criminosas, em particular contra facções com atuação no Rio de Janeiro, a Polícia Nacional do Paraguai prendeu e deportou integrantes do PCC com o apoio da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e da Polícia Federal (PF)”, diz a nota.

De acordo com o GSI, as ações integrads de segurança que estão ocorrendo no Rio de Janeiro, no âmbito do Plano Nacional de Segurança, preveem “uma atuação abrangente, incluindo demais estados da Federação e países vizinhos”, que propiciou o sucesso da operação paraguaia.

“No caso do Paraguai, a cooperação de inteligência permitiu a coleta de dados e o intercâmbio de informações”, conclui a nota.

Os bandidos brasileiros presos já foram entregues pelas autoridades paraguaias ao Brasil. Eles são ligados ao PCC e participaram do assalto à empresa Prosegur, no Paraguai, quando foram roubados cerca de US$ 12 milhões.

Os seis brasileiros detidos foram levados de avião a Ciudad del Este, no Paraguai, de onde foram conduzidos por estrada ao território brasileiro, através da Ponte da Amizade. Durante este último trecho, os detidos foram escoltados por um comboio de vários veículos, coordenado pelo Grupo Especial de Operações da Polícia (GEO).

Dos seis presos, cinco foram detidos na terça-feira (8) durante uma operação antidrogas em um local de criação de gado em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil, onde também foram detidas outras dez pessoas.

No assalto à empresa de segurança no Paraguai, em abril último, participaram cerca de 50 pessoas fortemente armadas, que explodiram parte do edifício e mataram um membro do GEO.

Veja Também
Homem é morto a machadadas em fazenda pela esposa
Polícia investiga se presos encobriram crimes
Quarta, 18 de Outubro de 2017 - 12h38Praça Ary Coelho recebe atividades visando à prevenção do câncer de mama Evento tem como finalidade levar aos munícipes informações de prevenção ao câncer
Quarta, 18 de Outubro de 2017 - 12h24Desvios e pare-e-siga da CCR MSVia exigem atenção na BR-163/MS Em caso de chuvas as obras poderão ser suspensas, retornando tão logo elas cessem
Idoso é encontrado morto em sua residência
Quarta, 18 de Outubro de 2017 - 11h06Após xingar filhos de vizinha, mulher grávida de 8 meses é agredida Vítima teve lesões e procurou a polícia
Acusado de matar homem a tiros é adolescente de 15 anos
Pai usou revólver calibre 38 para matar filha e se matar em Batayporã
Superlotadas por conta da greve, celas do 1ºDP têm mais que o dobro de sua capacidade para presos
Para fugir da polícia, jovem invade casa e se esconde em banheiro
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento